sábado, 27 de maio de 2017

FOLK ROCK RURAL TRAZ TUIA, GUARABYRA, TAVITO E VIGNINI À CAIXA CULTURAL CURITIBAEncontro das Gerações do Folk Rock Rural

A mistura da música regional brasileira com o folk norte-americano empolga e emociona

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 2 a 4 de Junho, o espetáculo Encontro das Gerações do Folk Rock Rural, com o anfitrião Tuia, além dos consagrados Guarabyra (da dupla Sá & Guarabyra), Tavito (Clube da Esquina) e do violeiro Ricardo Vignini. O show inédito de Rock Rural, gênero que mistura o folk americano à música regional brasileira, trará grandes canções dos artistas além de clássicos do ritmo. Ao lado de Tuia, eles farão interpretações em duetos e também cantarão sozinhos.

Para os que não conhecem o gênero, o anfitrião Tuia explica que assim como a Jovem Guarda e o Tropicalismo, o Folk Rock Rural é também um movimento importante na música brasileira. “É um movimento que está vivo e presente”, completa. 
Tuia. Fotografia: Jane Monteiro. 

Tuia avisa que não se trata de um show indie, como quando o folk começou. “A gente segue a influência brasileira. E mistura clássicos com elementos mais novos. É nostalgia com frescor”, resume o músico, que faz questão de ressaltar que o show não é um espetáculo de flashback, como se fossem covers. O repertório reúne canções que resistiram ao tempo. “Esse é o maior prêmio de todo artista. É a prova do tempo. O sucesso é momentâneo, mas quando a música permanece de forma atemporal é uma alegria.”

Entre os sucessos, eles cantam Casa no Campo, Rua Ramalhete (Tavito), Sobradinho, Espanhola (Sá e Guarabyra), O Céu, Pote azul (Tuia). Para mostrar a qualidade da obra desses artistas, o show traz canções que serão tocadas de forma mais intimista.

Tavito, Zé Rodrix, Sá e Guarabyra foram alguns dos precursores do estilo Folk Rock Rural no Brasil na década de 1970, um movimento pioneiro que uniu o folk e o rock com sons regionais nacionais, marcando presença ao longo do tempo nas vozes de Renato Teixeira, Zé Geraldo, entre outros. Atualmente, o gênero mantém sua força no cenário musical, com novos expoentes, como Tuia e Ricardo Vignini, que dão continuidade ao legado desse estilo. Encontro das Gerações do Folk Rock Rural representa um importante momento para o gênero que costuma surpreender o público.

Quem é quem  
Tuia, o anfitrião do show de Curitiba, é cantor e compositor do interior de São Paulo. Despontou nos anos 1990 com a banda Dotô Jéka, que se destacou pela originalidade, misturando rock com música caipira. A banda alcançou os primeiros lugares nas rádios do interior de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Nordeste. Em 2016, Tuia lançou "Reverso Folk".

Tavito chamou atenção, primeiramente, como guitarrista/violeiro do grupo "Som Imaginário", juntamente com Zé Rodrix, Robertinho Silva, Wagner Tiso, Luiz Alves, Naná Vasconcellos e Fredera, músicos que acompanharam Milton Nascimento no Clube de Esquina. O músico, compositor, arranjador, produtor de discos e publicitário de Belo Horizonte compôs com Zé Rodrix a canção "Casa no Campo", imortalizada na voz de Elis Regina. É autor da canção "Rua Ramalhete", eleita recentemente trilha sonora oficial de Belo Horizonte.

Guarabyra nasceu no interior da Bahia e começou sua carreira artística em 1967, ao lado de Luiz Carlos Sá e Sidney Miller. Participou e venceu a fase nacional do II Festival Internacional da Canção, promovido pela TV Globo, com "Margarida", inspirada em uma cantiga de roda. Em 1971, formou, com Luiz Carlos Sá e Zé Rodrix, o trio Sá, Rodrix e Guarabyra, com o qual gravou os LPs "Passado, presente e futuro"(1971) e "Terra" (1972). A partir de 1973, com o desligamento de Zé Rodrix do trio, passou a atuar em dupla com Luiz Carlos Sá com o nome de Sá e Guarabyra. Depois de 26 anos, Zé Rodrix voltou e o trio reestreou no Rock in Rio III, em 2001. Em 2009, pouco antes do falecimento de Zé Rodrix, o trio lançou seu último trabalho, “Amanhã” (Roupa Nova Music).

O paulistano Ricardo Vignini é um dos violeiros mais atuantes do Brasil. Produtor e pesquisador de cultura popular do Sudeste, gravou cinco CDs ao lado da banda Matuto Moderno e participou dos principais eventos sobre a viola no Brasil. Tem 10 CDs lançados, integra o duo Moda de Rock com o violeiro Zé Helder, trabalho de grande repercussão nacional e internacional, apresentando versões de músicas de Jimi Hendrix, Metallica e Led Zeppelin. Participou do CD Carbono do Lenine e do seu show no Rock in Rio 2016.

Novo teatro 
O show marca a reabertura do Teatro da CAIXA Cultural Curitiba, que teve sua infraestrutura totalmente adaptada. As obras, iniciadas em Fevereiro, incluíram adequações no sistema elétrico, melhorias no ar condicionado, troca de tecidos das poltronas e cortina. “O teatro da CAIXA Cultural Curitiba será reaberto com o máximo de segurança, conforme as exigências dos Bombeiros, e com o conforto que o público que frequenta o espaço merece. Vale a pena conferir”, diz a coordenadora Isabel Nascimento.

Serviço: Música: Encontro das Gerações do Folk Rock Rural
Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 2 a 4 de Junho de 2017 (sexta a domingo)
Horário: sexta-feira, às 20h. Sábado, às 19h e às 21h. Domingo, às 19h
Ingressos: vendas a partir de 27 de Maio (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: livre para todos os públicos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes)


sexta-feira, 26 de maio de 2017

AS BOLHAS DE SABÃO INVADEM CURITIBA

Global Bubble Parade será realizado simultaneamente em 100 cidades do mundo.

Curitiba tem vários personagens que já fazem parte da rotina de quem circula pelo centro. E o calçadão da Rua XV de Novembro é um dos pontos de maior concentração dessas figuras típicas da cidade. Entre elas, a artista de rua Juliana Antonieta, ou a ‘Ju das bolhas’. Palhaça e performista, há dois anos ela interage por meio das bolhas de sabão gigantes com os transeuntes. Seu trabalho de quase dois anos tem rendido convites em eventos pelo Brasil.

Neste domingo, dia 28, ela estará presente no Global Bubble Parade, movimento mundial que será realizado pela primeira vez aqui em Curitiba, entre as 15h e as 18h, na Rua Quari, 161, São Francisco. Estão confirmadas mais de 900 pessoas de diversas partes do país, que têm em comum o amor pelas bolhas de sabão. A entrada é gratuita e aberta a todos os públicos.

O movimento de bolheiros possui grande número de seguidores em todo o planeta. O Global Bubble Parade é realizado há quatro anos, e acontecerá simultaneamente em 100 cidades do mundo. O objetivo é promover a paz, celebrar a felicidade e o bem estar com gestos simples como o de brincar com bolhas de sabão.

‘Ju das bolhas’ - Tudo começou com a intenção de se interferir positivamente no cotidiano das pessoas apressadas que passam pelo local. Além das brincadeiras, ‘Ju das bolhas’, que é estudante de Educação Física pela UTFPR, ensina uma ginástica que utiliza mais de sete movimentos físicos e grupos musculares no processo de se fazer uma bolha. O resultado é alegria pura. “Perceptivelmente, olhando nos olhos dos praticantes,  entendemos  o quanto essa atividade desenvolve humanidade da pessoa engajada”, explica a artista.

Junto à instituição de ensino, ela desenvolveu pesquisas diversas relacionadas às bolhas de sabão. No ano de 2016, apresentou palestra sobre "A Interdisciplinaridade da Bolha de Sabão Gigante" aos professores da área de Educação Física, em um encontro promovido pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude. 


MAICON COMEMORA ANIVERSÁRIO NO PHOENIX AMERICA MEX




Aniversário do Maicon e não do “Mask” será neste sábado no Phoenix American Mex

Maicon Silva mais conhecido hoje por interpretar o personagem  "O Maskara" recebe amigos no próximo sábado no Phoenix American Mex para comemorar seu aniversário, e ainda faz uma apresentação mais que especial como de todas as outras já feita no bar mais American Mex de Curitiba.  
Maicon “Mask” que se apresentações desde 2006 em várias cidades do Brasil, hoje está residindo em Santa Catarina e vem a Curitiba somente para apresentações no Phoenix American Mex, o lugar que escolheu para recepcionar os convidados e amigo, claro se você ainda não assistiu à apresentação, esse será o melhor momento pois além participar de uma super festa ainda pode conhecer ele pessoalmente.

O Phoenix American Mex está localizado na BR 116 no número 6000 esquina com Rua Raphael Papa, 1600 no Bairro Jardim Social, os telefones (41) 3362-9275 e (41) 9 9851-3900 (WhatsApp), estão disponíveis para reservas ou mais informações.
Acesse nossa rede social: https://www.facebook.com/PhoenixAmericanMex/

CONEXÃO É O NOVO PROJETO MUSICAL GRATUITO DO SHOPPING CURITIBA

Em parceria com a rádio Transamérica Light, iniciativa é lançada ao público nesta sexta-feira (26), com o cantor Juca Novaes

 
Cultura e entretenimento já são tradição no Shopping Curitiba que lança, nesta sexta-feira (26/05) em parceria com a rádio Transamérica Light, novo projeto musical gratuito e aberto ao público: “Conexão Shopping Curitiba”. Quem abre o evento, que passa a ser realizado mensalmente, é o cantor e compositor Juca Novaes. 


A atração tem início às 18h no Largo Curitiba, com duração de uma hora, e será transmitida ao vivo na frequência FM 95.1 e pelas redes sociais da rádio, para todo o todo o país. Conexão Shopping Curitiba tem formato de pocket show, com intermediação da apresentadora Juliana Karam. Juca Novaes vai conversar com os fãs e cantar suas principais canções, como Belorizontem e Coração Afobado.

“O Conexão, como o próprio nome diz, vai aproximar ainda mais os fãs dos seus artistas favoritos, em momentos únicos de bate-papo e música. Os clientes vão ter uma experiência cultural de qualidade e gratuita”, explica Luciana Fonseca, coordenadora de Marketing do Shopping Curitiba.

Os fãs podem ainda aproveitar a sessão de autógrafos que acontece logo após o pocket. Serão distribuídas 50 senhas, que devem ser retiradas no dia, a partir das 12h, na recepção do shopping, no piso L3.

Mais informações no fone 41 3331 1717 (Rádio Transamérica Light).

Sobre o “Conexão Shopping Curitiba”
Com o objetivo de viabilizar encontros e aproximar artistas de seus fãs da capital paranaense, o “Conexão Shopping Curitiba” é um projeto musical gratuito e aberto ao público, resultado de uma parceria entre a Rádio Transamérica Light e o Shopping Curitiba. As apresentações, bate-papos e pocket shows acontecerão mensalmente e serão transmitidos ao vivo na frequência FM 95.1 e pelas redes sociais da rádio, para todo o todo o país. 

Serviço: O que: “Conexão Shopping Curitiba”
Quando: dia 26 de Maio, às 18h;
Quanto: entrada gratuita e aberta ao público; não é necessário ingresso para participar; 
Local: Largo Curitiba (piso L2);
Autógrafos: serão distribuídas 50 senhas antecipadamente, a partir das 12h do dia 26, na recepção do Shopping Curitiba (piso L3). 
Shopping Curitiba
Rua Brigadeiro Franco, 2.300
Curitiba (PR)
(41) 3026-1000 | www.shoppingcuritiba.com.br

ZUMBA REALIZA A QUARTA EDIÇÃO DE ZUMBA EM CURITIBA Curitiba recebe neste final de semana a quarta edição do Zumba Festival


Nos dias 27 e 28 de Maio, Curitiba irá se transformar na capital Brasileira da Zumba pela quarta vez. Febre nas Academias desde que chegou no Brasil em 2012 as aulas de Zumba são as mais praticadas no mundo. Presente em mais de 185 país do, a famosa aula de dança escolheu Curitiba para sediar seu Festival.


Praticada por milhões de pessoas ao redor do mundo, Zumba é uma atividade famosa por reunir clima de festa e alegria em suas aulas. A Zumba desembarcou no Brasil em 2012 e de lá para cá tem se popularizou e caiu no gosto das pessoas, principalmente daquelas que odeiam praticar exercícios físicos.
De Acordo com Igor Andrade, Educador Físico, Instrutor de Zumba e Diretor do Festival: “As aulas de Zumba fazem sucesso porque o exercício físico está disfarçado de dança, e os alunos nem percebem que estão se exercitando, as músicas são muito envolventes e essa mistura deixa a aula sempre com clima de festa”. 
Orlando, Santiago, Cidade do México, Paris, Berlim, Dubai e Buenos Aires são algumas das cidades que sediam grandes Festivais de Zumba no mundo. No Brasil, Curitiba foi a cidade escolhida.

A edição Curitibana do Zumba Festival contará com a participação de 60 professores da cidade e região metropolitana e para esta edição foi escolhido o tema “World Tour”, no qual os participantes irão embarcar em uma viagem ao redor do mundo através da dança e dos ritmos.  O evento tem início marcado para as 15h00 com a Abertura da Feira Fitness no Salão Rubi do Círculo Militar do Paraná, Às 16h00 começam apresentações de grupos de Zumba no palco central e as 17h30 a tão esperada “Master Class” com todos os professores do evento. Djs também animam o público nos dois dias de evento.

Ingressos a venda com os professores do evento e nas unidades da Academia Corpus Bigorrilho e Cabral.

Serviço: Zumba Festival edição 4
Data 27 e 28 de Maio de 2017
Horário início as 15h00
Local:  Círculo Militar do Paraná
Entrada: R$ 40,00
Contato: Igor Andrade (41) 9268 7700

OS SENTIMENTOS SOB O OLHAR DAS CRIANÇAS

Novo projeto de incentivo à leitura surpreende pelas expressões, palavras e desenhos que crianças utilizaram para descrever o que sentem

Antes de escrever o Dicionário Ilustrado de Sentimentos, seu 4º livro infantil, Fernanda Salgueiro conversou com muitas crianças. Ela esteve em diversas escolas, bibliotecas, ONGs e no Hospital Pequeno Príncipe (HPP) - que atende crianças do Brasil todo - para realizar oficinas de desenho, pintura e colagens. Enquanto as crianças produziam desenhos, a autora teve a oportunidade de ouvir o que os pequenos tinham a dizer sobre os sentimentos. O resultado é uma lista de 39 emoções explicadas sob o ponto de vista infantil e reunidas no Dicionário Ilustrado de Sentimentos, livro que será lançado no dia 10 de Junho em Curitiba, na Biblioteca Pública do Paraná.


Neologismos, percepções, metáforas, sensações, enfim, na simplicidade da criança a explicação para o mundo complexo do sentir. Ao ouvi-las e ao avaliar suas manifestações em desenhos, o projeto foi tomando forma, incorporando novas ideias, e a cada oficina novos sentimentos surgiram. Adjetivos, substantivos, verbos e até interjeições foram usados para falar de seus próprios sentimentos.

Percebi que eu não poderia limitar a escolha das palavras usando a classificação formal da língua portuguesa. E quando entendi isso, um novo horizonte se abriu. Uma criança perguntou se ‘chorar é sentimento’. Outra disse com muita certeza ‘sentimento é aquilo que arrepia’. Como eu poderia dizer que elas estavam erradas?”, reflete Fernanda. Em oficina no HPP, uma criança definiu urgência como sentimento e explicou: “urgência é quando não dá para esperar. E estou com urgência para comer”. Depois a autora soube que a criança estava em jejum para fazer um exame e, por isso, a urgência passou a ser também um sentimento, como ela revela no livro.

O olhar do ilustrador
André Mendes, artista plástico, foi convidado para integrar o projeto e deu vida às ilustrações que retratam os diversos sentimentos apresentados no livro. A simplicidade foi a sua inspiração, com destaque para a expressão da boca e dos olhos nos desenhos feitos pelas crianças, muito fiéis aos seus próprios relatos. É assim que ele percebeu a forma gráfica como os pequenos representam o sentimento. “Existe uma pureza na criança. Ela não sabe porque está fazendo aquilo, é totalmente espontâneo e o resultado é lindo. Isso foi inspirador. Nos desenhos das crianças, vi uma pequena rotação dos olhos, uma pequena diferença na linha da boca e isso já mudava o sentimento. Essa habilidade natural da criança é muito legal, existe uma entrega nesse momento”, comenta André.

Sinopse
O Dicionário Ilustrado de Sentimentos é um projeto de incentivo à leitura, viabilizado pela Lei Rouanet, que envolveu crianças em diferentes cidades, proporcionando aos meninos e meninas o acesso à arte e a possibilidade de participação na primeira etapa de produção e concepção de um livro. Construir em conjunto foi o que norteou seu desenvolvimento em oficinas presenciais e, desde 2016, com página no Facebook, aproveitando a rede social para coletar inspirações que também foram usadas nas ilustrações.

O livro infantil conta com uma ilustração para cada sentimento e elas se complementam em um fio condutor para que os pequenos leitores percebam como os sentimentos estão presentes no dia a dia. Assim cada verbete passa a ser também um momento de descoberta e observação. Estão presentes novas palavras ditas pelas crianças como ‘bugado’, ‘jururu’ e ‘zoado’, e novas interpretações para sentimentos como nada e alívio. Palavras que significassem sentimentos e que começassem com letras como Q e X foram garimpadas e também estão na obra. O projeto é patrocinado pelas empresas Multilit, Michael Page e Nórdica Veículos S/A, e tem apoio do Hospital Pequeno Príncipe.

Em fase final de produção, o Dicionário Ilustrado de Sentimentos será lançado no próximo mês e a autora acredita que presentear as crianças com a obra é um importante forma de incentivar a leitura e ampliar o acesso ao livro. Por isso, a obra não será vendida e sim doada a diversas crianças e instituições, assim como foi feito com os livros anteriores de Fernanda Salgueiro. “Convido o leitor a mergulhar neste universo dos sentimentos. Mas antes faço um pedido muito especial: por favor, leia com o coração, pois é lá que todo sentimento, de gente grande ou pequena, nasce”, recomenda.

A autora 
Fernanda Salgueiro decidiu, aos 12 anos, que queria ser escritora. Mas, como acontece com algumas pessoas quando crescem, acabou se esquecendo desse desejo e estudou Administração, na Universidade Federal do Paraná. Ainda bem que a vida é esperta e deu um jeito de lembrá-la sobre os planos da infância. Depois de algumas reviravoltas, estudos e reaproximação com o mundo das palavras, Fernanda lançou, em 2013, seu primeiro livro, Bichonário. Depois vieram Fada de Botas e Fada de Botas e o Menino Adormecido, em 2014 e 2016, respectivamente. A autora, além de escritora, é consultora de marketing, tem um filho e um sonho: contribuir para que cada vez mais crianças possam ter acesso à leitura no Brasil. Nasceu em Campo Grande (MS) e mora em Curitiba há mais de 25 anos. 

O ilustrador 
André Mendes expressa seus sentimentos por meio do desenho desde muito cedo. Nascido em Curitiba, no ano de 1979, aos 6 anos já afirmava ser desenhista. É formado em Design Gráfico pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná e especialista em desenho artístico pelo Institut Superior de Disseny y Escola de la Imatge - IDEP, Barcelona, onde viveu por 3 anos. Desenhando, pintando e criando novas formas de ver o mundo, hoje André tem em seu currículo diversas exposições nacionais e internacionais.
 
Serviço: Lançamento de: Dicionário Ilustrado de Sentimentos
Lançamento com distribuição gratuita do livro e sessão de fotos e autógrafos
Quando: 10/06/2017 (sábado), às 10 horas
Onde: Biblioteca Pública do Paraná
Endereço: Rua Cândido Lopes, 133, Centro, Curitiba - PR
Telefone: (41) 3221-4900
Evento no Facebook: https://goo.gl/fh2Y0q 

LIVRO ENSINA OS PEQUENOS A LIDAR COM AS DIFERENÇAS


Jornalista lança livro infantil com o objetivo de ensinar as crianças a lidarem melhor com as diferenças

Quando Theo, o único filho de Andréa Werner, foi diagnosticado com autismo aos dois anos de idade, em 2010, o mundo da jornalista e escritora pareceu ter virado de cabeça para baixo. Ao ouvir do médico que o menino tinha transtorno global do desenvolvimento, a sensação experimentada por ela era semelhante à de quem recebe um forte soco no estômago. Completamente sem chão, ela só queria saber se ele ficaria curado, se ficaria bem, se iria falar e ser independente.
Andréa enfrentava, naquele momento, o mesmo sentimento de impotência e desconhecimento vivido por milhares de mães ao serem informadas que seus filhos têm autismo. Daquele dia até o momento em que decidiu mergulhar fundo no assunto para ajudá-lo de todas as formas possíveis, ela passou por diversas etapas, do quase luto à descoberta de que existe vida, sim, apesar do autismo. 
Da fase de pesquisa, no início de 2012, surgiu o blog “Lagarta Vira Pupa”, nome inspirado em uma frase de uma música infantil que Theo cantava quando era bebê. Para surpresa da autora, o que inicialmente tinha como objetivo ser um canal de desabafo e troca de experiências entre pais que enfrentam o mesmo problema, o blog cresceu e caminhou rapidamente. Hoje é o maior do gênero sobre autismo e deficiências no Brasil e considerado por muitos especialistas uma referência. Tem 100 mil usuários únicos mensais, 200 mil pageviews por mês, 68 mil fãs no facebook, 19 mil seguidores no Instagram e 5,3 mil inscritos no Youtube.
O primeiro livro de Andréa, Lagarta Vira Pupa – A vida e os aprendizados ao lado de um lindo garotinho autista, foi lançado em julho de 2016 com o objetivo de acolher e apoiar os pais. “Isso vai desde a validação de todos os sentimento vividos no pósdiagnóstico – a negação, a barganha, a aceitação - até uma palavra de conforto para os dias difíceis, terminando em dicas práticas”, explica a autora.
Um ano depois, Andréa mergulha no universo infantil com o livro “Meu amigo faz iiiii”, que já teve eventos de lançamento em Belo Horizonte, Natal, Rio de Janeiro e São Paulo nos meses de abril e maio de 2017 e que será lançado em Curitiba no próximo sábado, dia 27 de maio, às 9h30min, no auditório do SESC da Esquina.
Segundo a autora, a ideia de escrever um livro para crianças surgiu na mesma época do lançamento do primeiro livro. “Acredito que o respeito à diversidade se constrói na infância, e quis contribuir de alguma forma para isto”, explica.
O livro é narrado em primeira pessoa por Bia, uma garotinha que percebe comportamentos peculiares em seu coleguinha de classe, Nil. Orientada pela professora, ela começa a observá-lo com cuidado e, a partir daí, uma amizade se desenvolve.
“Em nenhum momento eu cito a palavra ‘autismo’. Acho que, para crianças menores, é desnecessário entrarmos neste nível de informação. Elas prestam muito mais atenção aos comportamentos considerados diferentes, e é neles que devemos focar”, esclarece a autora.
A ilustração do livro ficou por conta de Kelly Vaneli, diretora de arte da empresa de entretenimento Time For Fun, responsável pelas montagens do Cirque du Soleil no Brasil, e também de musicais como “Le Miserables”. “Kelly ilustrou meu primeiro livro e a parceria deu tão certo que estamos repetindo. É uma pessoa detalhista e extremamente sensível. O resultado ficou de encher os olhos”, conta Andréa.
A escolha dos protagonistas teve motivos bem pessoais. Segundo a autora, Nil foi inspirado no filho de uma amiga, que faleceu aos 2 anos de idade, e cujo irmão gêmeo é autista. E Bia veio para trazer representatividade às crianças negras. “Tenho algumas filhas de amigas próximas que vão se enxergar na Bia, e isso me deixa muito feliz”, comemora.
Andréa explica que seu sonho é ver o livro em muitas escolas e na mão de muitas crianças. “Se o livro ajudar no combate ao bullying, e mostrar para as crianças que ser diferente é normal e legal, ele vai ter cumprido sua missão!”, espera.

SOBRE A AUTORA
Andréa Werner tem 41 anos, é jornalista e escritora. Trabalhou em grandes multinacionais na área de Marketing até receber o diagnóstico de autismo do filho. Morou durante os 3 últimos anos no exterior – em Londres e Estocolmo – e voltou ao Brasil em setembro de 2016, logo após lançar seu primeiro livro de forma independente.

LANÇAMENTO LIVRO "Meu amigo faz iiiii"
Dia 27 de Maio - 9h30min - auditório do SESC da Esquina - Rua Visconde do Rio Branco, 969 - Centro - Curitiba - PR
Entrada - alimentos não perecíveis ou lápis de cor, giz de cera ou massinha (serão destinados para as crianças atendidas pelas entidades AAmpara - Associação de Atendimento e Apoio ao Autista-  e Uppa - Associação União de Pais pelo Autismo, ambas de Curitiba).

quinta-feira, 25 de maio de 2017

VR COLLEZIONI PROMOVE DEGUSTAÇÃO DE VINHO NO FIM DE SEMANAVR Collezioni

                As lojas VR Collezioni do ParkShoppingBarigüi e do Pátio Batel convidam seus clientes para conhecer, nesta sexta, 26 e sábado, 27, a coleção Outono-Inverno 2017, a Arqueiro Zen. Quem passar pelo local poderá degustar um delicioso vinho tinto, servido durante todo o dia.

            A VR do ParkShoppingBarigüi está localizada no piso superior, loja 284 e no Pátio Batel, também no piso L2. Para saber mais sobre a marca siga as redes sociais da VR:  Facebook e Instagram.

  
            Sobre a VR
            Criada em 1988, a VR é uma marca essencialmente masculina de alto padrão e qualidade. Ao longo do tempo, especializou-se em reunir a melhor matéria-prima em produtos atualizados, sugerindo uma nova forma de vestir. As peças oferecem o FIT perfeito com os melhores e mais modernos tecidos, combinando elegância, conforto e qualidade em todas as situações.

            As diferentes linhas da marca apresentam opções para todos os estilos e ocasiões – a VR Collezioni é a linha de alfaiataria com tecidos nobres como os italianos Loro Piana e Guabello; a VR Denim é a linha casual com opções para o dia a dia com malhas, polos, camisas e jeans; e a VR Resort é a linha para o verão e as férias com camisas de puro linho, voil, bermudas, shorts e malhas.

            Em constante expansão, a VR possui atualmente 31 lojas franqueadas e 28 lojas próprias nas principais cidades do País, além de mais de 300 pontos de venda (lojas multimarcas) e uma nova e moderna loja on-line.

Serviço: VR
ParkShoppingBarigüi – Piso Superior 284
Telefone: (41) 33176284
Pátio Batel – Piso L2
Telefone: (41)  3020-3384
Facebook: facebook.com/vrcollezioni
Instagram: instagram.com/vr_oficial




MON PARA EDUCADORES TEM INSCRIÇÕES ABERTAS

A oficina é gratuita e direcionada a professores 

No dia 31 de Maio, quarta, o Museu Oscar Niemeyer (MON) realiza mais uma edição do projeto “MON para Educadores”. Haverá a oficina “Derivas”, com o educador e artista Carlos Barmak, composta por atividades investigativas tendo como referência a exposição “A vastidão dos mapas - Arte contemporânea em diálogo com mapas da Coleção Santander Brasil”, que abre neste mesmo dia, às 19 horas. A entrada ao museu e as atividades são gratuitas.

A atividade é direcionada a professores e educadores, com um total de 60 vagas disponíveis disponibilizadas em dois turnos, 30 vagas para o período da manhã e 30 vagas para a tarde. O encontro acontece no miniauditório, sala 4 e sala de oficinas, com o objetivo de apresentar a exposição “A vastidão dos mapas” e o seu projeto educativo.  

A mostra, com curadoria de Agnaldo Farias, apresenta um conjunto de mapas originais dos séculos XVI ao XVIII do núcleo de cartografia da Coleção Santander Brasil, num diálogo instigante com obras contemporâneas que se relacionam com questões como o mapeamento do espaço, das fronteiras, dos deslocamentos e fluxos territoriais, econômicos, culturais e subjetivos. A exposição fica em cartaz até o dia 6 de agosto.

Carlos Barmak - é educador, artista visual e compositor. Foi coordenador geral e de criação do Setor Educativo do Museu de Arte Moderna de São Paulo - Educativo MAM, de 1997 a 2004. Coordenador geral do Setor Educativo do Instituto Moreira Salles, de 2005 a 2007. Coordenador pedagógico do Instituto Rodrigo Mendes. Professor formador do Programa Escola Que Vale- Do Centro De Educação e Documentação para Ação Comunitária (Cedac). Professor de cursos de arte contemporânea para público em geral, professores e educadores do Instituto Tomie Ohtake. Atualmente Coordenador do Museu da Casa Brasileira e professor na Escola Vera Cruz.

Serviço: “MON Para Educadores”
Oficina “Derivas” – atividades investigativas baseadas na exposição “A vastidão dos mapas”, com Carlos Barmak
Dia: 31 de Maio, quarta-feira
Horários: das 10h às 12h / das 14h às 16h
Locais: miniauditório, sala 4 e sala de oficinas.
30 vagas para cada sessão (informações e inscrições – 3350 4468 / 3350 4497 ou agendamento@mon.org.br) 
Abertura da mostra “A vastidão dos mapas”
Data: 31 de Maio, quarta-feira, às 19 horas
Entrada gratuita.  
Museu Oscar Niemeyer
Rua Marechal Hermes, 999 - Centro Cívico - Curitiba - PR

 

quarta-feira, 24 de maio de 2017

DELOREAN COMEMORA ANIVERSÁRIO NO PHOENIX AMERICA MEX

Abrindo a Programação da semana a Big Muff vem cheia de energias positiva para sua estreia no Phoenix American Mex e sexta a Lucky 7 com o sete da sorte vem embalar a noite e para o sábado a Banda Delorean estaciona para comemora seu 11º aniversário.

Pela primeira vez no Phoenix American Mex, na quinta-feira (25) quem sobe ao palco é a Banda Big Muff que vem com a proposta de homenagear esses ícones da música americana e por isso neste pequeno texto que eles mostram o que terá na sua apresentação. Nos anos 50, o blues de Howlin' Wolf começa a ser mais divulgado com a ajuda de seu amigo Muddy Waters que consegue para ele o seu primeiro trabalho em Chicago.
Na década seguinte, surge nos Estados Unidos um guitarrista canhoto chamado Jimi Hendrix que incendeia sua guitarra, literalmente, e se torna a maior referência do instrumento até hoje.
Na mesma época que Hendrix, Johnny Winter, um albino texano, se torna conhecido pelas suas performances viscerais nos anos 60 e 70.
Mais tarde ainda no Texas, Stevie Ray Vaughan incorpora uma cara nova ao blues com o timbre único de sua stratocaster.
A Big Muff presta homenagem a estas e outras lendas do blues-rock e sintetiza toda esta história da música no seu repertório.
É claro que além dessa apresentação super legal quem chegar cedo vai poder degustar de vários pratos e drinks com até 50% de desconto no cardápio do happy hour

Na sexta-feira (26),  já nos preparativos para uma super e programada noite a Lucky 7 que estreou como uma banda montada para um único evento e como a resposta do público foi imediata e os convites para tocar em todo o Brasil não pararam mais a Lucky 7 apresenta clássicos de vários gêneros colocando muito rock ‘n’ roll em suas versões sem deixar de lado suas influências na Soul Music, Rockabilly e no Blues. Mas não se prenda em conceitos. A Lucky 7 pode surpreender você com um show para ver, ouvir e levar sua mente e seu corpo em uma viagem para várias décadas da música internacional, transformando tudo em uma grande festa. Os sete da sorte estão prontos para embalar sua alma e elevar seu espírito em um show de alto astral e diversão.
E no sábado (27), Em comemoração do seu aniversário a Delorean vem com uma noite mais que especial dos 11 anos de estrada, a Banda Delorean estaciona no Phoenix American Mex. para mais uma apresentação e agora não só para mais uma noite normal onde será para alegrar mais ainda o público, mas também para comemorar seu aniversário.
A Delorean é uma banda curitibana que se propõe a conduzir o público numa viagem ao passado da música pop e do rock internacionais. A ideia surgiu por volta de 2004, inicialmente para resgatar algumas das melhores músicas dos anos 80. Ao longo dos anos, porém, a “máquina do tempo” foi reprogramada para passar também pelas décadas de 90 e 2000.
O nome do grupo foi inspirado pela máquina do tempo da trilogia De Volta Para o Futuro, o automóvel DMC DeLorean adaptado pelo Dr. Emmett Brown, personagem de Christopher Lloyd na produção de Robert Zemeckis.
O primeiro show "oficial" foi no dia 27 de Maio de 2006, no extinto Café Curaçao de Curitiba. Desde a estreia a banda chamou a atenção pelo repertório animado, visual extravagante (com referências à new wave e ao glam rock) e a "contextualização histórica" dos anos de lançamento de cada música do setlist.
Nesses 11 anos, a banda caiu nas graças do público curitibano, ganhando espaço na programação das principais casas noturnas da cidade – sem falar em temporadas no litoral e interior do estado e na apresentação em eventos comemorativos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso do Sul.                                                     

A Delorean é formada por:                       
Luigi Poniwass (voz)
Jordana Soletti (voz)
Gus Piasecki (guitarra)
Marlon Skrusinski (baixo)
Deni Tedesco (bateria e samplers)
Márcio Fernandes (técnico de som)

Anote e agende-se: Fim de semana, começa na quinta-feira no Phoenix American Mex, que está localizado na Br 116 nº 6000 esquina com Raphael Papa, 1600 - Jardim Social - Curitiba. | Telefone: +55 41 3362-9275. Aceda a https://www.facebook.com/PhoenixAmericanMex

terça-feira, 23 de maio de 2017

A SBÓRNIA KONTR’ATACKA NESTA SEMANA EM CURITIBA

Após TANGOS E TRAGÉDIAS, mais um espetáculo sborniante entra em cartaz.
Os que pensavam que esta história tinha se “stancado”... estavam enganados!  Músicas do TANGOS & TRAGÉDIAS foram recicladas em novas músicas e novos números

Lançado em 2016, o projeto "A Sbørnia Køntr'Atacka" chega agora em Curitiba para apresentações no Guairinha. Sublinhando os grandes encontros que a vida pode proporcionar, Hique Gomez e Simone Rasslan se afinaram tanto no palco que resolveram assumir a parceria na condução do futuro na diplomacia Sbørniana. Neste final de maio, nos dias 26, 27 e 28, "A Sbørnia Køntr'Atacka" na capital paranaense, em meio a muitas descobertas.  

Kraunus descobriu, por exemplo, que Simone Rasslan é na verdade NABIHA, a grande pianista e cantora sbørniana formada pela Libertok Universitik de Musik da Sbørnia(mesma universidade do Maestro Pletskaya). Por isso os dois sobem ao palco preservando toda a cultura do Teatro Hiperbølico. 

Na vida, Simone é pianista, maestrina, cantora e atriz. Por muitos anos, ao lado da cantora Adriana Marques (que faleceu em 2008), levou aos palcos o show Rádio Esmeralda AM, que tinha a direção de Hique Gomez. O espetáculo Rádio Esmeralda AM foi muitas vezes considerado “O Tangos de Saia” devido a sua capacidade musical, humor refinado, e também por ser um universo encantado. Simone e Adriana, por diversas vezes fizeram participação no show TANGOS & TRAGÉDIAS, e assim ela se mostrou a escolha natural para esta nova aventura sborniante.

O adeus ao Maestro Pletskaya -  Maestro Pletskaya voltou para Sbørnia em caráter definitivo. Nico Nicolaiewsky deixa os palcos da arte e da vida vítima de uma leucemia. Uma consternação geral se abate no universo já disseminado da Sbórnia no Brasil. Os seguidores do TANGOS & TRAGÉDIAS se sentem órfãos subitamente e os amigos do Nico custam a acreditar nesta tragédia.
Após momentos de homenagem e celebrações ao Nico e a arte que ele sempre representou tão bem, seu fiel parceiro, seu amigo e companheiro, o violinista Kraunus Sang, olha para o horizonte do Guaíba no momento do pôr do sol, lembra do Maestro cantando “Deu pra ti Baixo astral...” e fala: “Esta história não se Stanka por aqui!”, e nasce então "Sbørnia Køntr'Atacka".

Entre as novidades do espetáculo está a maior (e única) companhia de comunicação sbørniana, a "Radio-TV Filzak", que entra no ar para transmitir a final do campeonato de MachadoBoll, esporte predileto da Sbørnia. Trechos do premiado longa-metragem de animação "Até que a Sbørnia nos Separe", (direção de Otto Guerra e Enio Torresan), que ainda está circulando pelos canais a cabo HBO e Cinemax, também serão projetados no contexto da nova história. No repertório seguem alguns clássicos do Tangos e Tragédias e novas canções do principal compositor Sbørniano, Cláudio Levitan. O “Gran Finale” rua à fora do teatro está garantido. Aliás, esta é uma tradição que promete se estender até o final dos tempos.

A Sbórnia - A Sbórnia é uma ilha flutuante, que se desgrudou do continente após sucessivas explosões nucleares mal sucedidas. Há cerca de 33 anos, a Sbórnia, que vive desgarrada pelos mares do mundo, estava de passagem pela Região Sul do Brasil. Foi neste momento, que o Maestro Pletskaya e Kraunus Sang, aproveitaram a oportunidade e partiram para a missão de serem embaixadores da Sbórnia e difundirem a cultura sborniana em novos territórios. Alguns dizem que foram exilados, outros que foi um auto-exílio, ou então que ambos foram expulsos e, ainda, que foram honradamente enviados com o tal propósito. 
O que se sabe, é que por volta do ano de 1984, eles deixaram o Atlântico Sul e entraram no continente brasileiro pelas águas do Rio Guaíba. “Atrakaram” em Porto Alegre. No início do seu processo de divulgação da cultura sborniana, atraíram a atenção de poucos comuns. Mas, com o passar do tempo este número foi crescendo e tomando corpo, até se transformar em uma multidão de seguidores. 
O principal orgulho da Sbórnia é a recicla Gran Ritchibuten, uma grande lixeira cultural, onde são depositados antigos sucessos da música, que foram sendo descartados. Os sbornianos reciclam estes sucessos quase esquecidos e dão novo brilho, deixando-os como novos. Neste processo, por mais de 30 anos, apresentaram para gerações sucessos de Vicente Celestino, Alvarenga e Ranchinho, The Police, Villa Lobos, Titãs e tantos outros. Além disso, passaram a divulgar traços característicos de sua pátria natal, como sua dança típica “O Copérnico” e também o hino exaltação “A Aquarela da Sbórnia”.

Serviço: A SBÓRNIA KONTR’ATACKA
Data: 26, 27 e 28 de Maio 
Horários: Sexta e Sábado, às 21h e domingo às 19h
Local: Teatro Guairinha (Rua XV de Novembro, 871)
Informações: 41 3304-7982
Ingressos à venda pelo Disk Ingressos. Sexta: R$ 80,00 Plateia e R$ 60,00 balcão.
Sábado e domingo: R$ 100,00 Plateia e R$ 80,00 balcão.