quinta-feira, 21 de setembro de 2017

CACAI NUNES MOSTRA EM SHOW SOLO A VIOLA ALÉM DO UNIVERSO CAIPIRA


Ritmos nordestinos, música caipira, africana e até erudita em noite de Solo Música na CAIXA Cultural Curitiba

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, dia 26 de setembro, o violeiro Cacai Nunes, como atração da série Solo Música. Nascido em Pernambuco, o músico mora em Brasília desde criança. Cacai faz uma mostra da riqueza do seu trabalho, tocando na sua viola brasileira um repertório que está além do universo caipira identificado com o instrumento. Cacai está entre os grandes violeiros do país e “faz isso de maneira muito especial, tocando repertório que não é usual na viola”, enfatiza Álvaro Collaço, curador e produtor da Série Solo Música.

Ritmos nordestinos como forró, baião e xote, o choro carioca e brasiliense, a música caipira e a de origem africana, fazem parte do repertório do intérprete e compositor, artista de influências múltiplas.

A música erudita também tem vez com “Mazurka-Choro”, de Villa-Lobos. A música nordestina estará presente em “Depois da Sanfona”, do próprio Cacai, além de “Tesouro e meio”, de Luiz Gonzaga, e “Arrumação”, de Elomar.

O choro, tão relacionado com Brasília, aparece em “Floreaux”, de Ernesto Nazareth. E a música caipira, com a clássica “Tristezas do Jeca”, de Angelino Oliveira e “Ai amor”, de Carreirinho. O show traz ainda uma homenagem do músico à natureza do cerrado, com obras de Roberto Correa e composições próprias.

Será uma grande satisfação mostrar a intimidade que criei nestes anos com minha viola nesse projeto tão significativo para quem faz música. O Solo Música é fartura nos tempos de seca. Fico muito honrado por estar ao lado de tantos artistas de renome, num projeto que privilegia a atuação do músico, em versão solo, ao lado de seu instrumento”, diz o artista.

Fotografia: Hugo Santarem
Quem é ele  
Cacai Nunes iniciou seus estudos de viola brasileira em 2001. Estudou com Marcos Mesquita e Roberto Corrêa. Alencar 7 Cordas foi seu mestre, responsável por alavancar o interesse pela harmonia funcional na música popular. Seu primeiro CD “O Avesso”, de 2006, traz composições próprias e arranjos a músicas de Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga e Dilermando Reis.

Em 2013, lançou o CD “Casa do Chapéu”, onde apresenta elementos da música dos terreiros de candomblé e temas sobre a natureza do Cerrado.

Como violeiro, Cacai Nunes levou sua arte ao exterior em Washington (EUA), Argel (Argélia), Bamako (Mali), La Coruña (Espanha), Paris (França), Genebra (Suíça), Amsterdã (Holanda), Bogotá (Colômbia) e por oito cidades do Chile, incluindo a capital Santiago.

É pesquisador de música brasileira. Criou na internet o blog Acervo Origens (www.acervoorigens.com), e um programa homônimo na Rádio Nacional Brasília FM 96,1mhz. Em 2010, Cacai Nunes realizou, por meio da Bolsa da Funarte, o projeto “Um Brasil de viola”, em que registrou em áudio e vídeo a vivência de tocadores de viola em nove estados do país e disponibilizou tudo gratuitamente no blog www.umbrasildeviola.blogspot.com.

Outro interesse seu é o forró. É criador e DJ do projeto “Forró de vitrola”, que já fez mais de 80 bailes em Brasília e que nos últimos anos passou também a ocupar espaços públicos, ao transformar uma Kombi em carro de som.

Serviço: Música: Solo Música – Cacai Nunes
Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 26 de Setembro de 2017 (terça-feira), às 20h
Ingressos: vendas a partir de 23 de Setembro (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: não recomendado para menores de 10 anos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes).

Nenhum comentário: