PRÊMIO SHELL DE TEATRO ELEGE OS MELHORES DE SÃO PAULO

Tania Bondenzan e Luis Miranda conquistaram o troféu de melhores atores

A cerimônia paulistana do 32º Prêmio Shell de Teatro, realizada na noite da última terça-feira, (10) no Espaço Vila Vérico (Vila Olímpia), homenageou a escritora Maria Adelaide Amaral por sua importante contribuição artística à cena teatral do país. “É um privilégio estar aqui. Me sinto honrada em participar e em ser a homenageada da noite. Nós temos a paixão e a vocação. Nós somos o teatro, a dramaturgia. Obrigada, Shell, por participar da história do teatro”, disse Maria Adelaide ao receber a premiação. Os apresentadores da noite, Leopoldo Pacheco e Vilma Melo, celebraram a trajetória da homenageada como escritora e roteirista.

Entre os vencedores da noite, Tania Bondenzan foi eleita Melhor Atriz pelo espetáculo “A Golondrina”. “Estou completando 40 anos de carreira, é um marco. Eu estou muito feliz em receber esse prêmio”. Já Luis Miranda conquistou a estatueta de Melhor Ator pela peça “O Mistério de Irma Vap”. “Não deixem o teatro morrer”, disse o ator.

A cerimônia premiou também a diretora Daniela Thomas por “Mãe Coragem”. Outro destaque foi a vitória do Coletivo Estopô Balaio na categoria Inovação pelo trabalho desenvolvido no Jardim Romano, que valoriza a memória do migrante através de “Cidade dos Rios Invisíveis”. No encerramento da noite, a cantora Larissa Luz subiu ao palco acompanhada dos músicos Elcio Cáfaro e Ricardo Rito. A performance musical do Prêmio Shell de Teatro, idealizada por Pedro Luís e Antônia Adnet, fez referências à vida e obra de Maria Adelaide do Amaral.

O júri de São Paulo é formado por Evaristo Martins de Azevedo, Lucia Camargo, Luiz Amorim, Maria Luisa Barsanelli e Ferdinando Martins. Veja abaixo a lista completa dos vencedores da 32ª edição do Prêmio Shell de Teatro de São Paulo:

Iluminação: Beto Bruel por “Lazarus”

Figurino: Simone Mina por “Insônia – Titus Macbaeth

Música: Dani Nega, Eugênio Lima e Roberta Estrela D’Alva por “Terror e miséria no terceiro milênio – improvisando utopias”

Cenário: Carlos Calvo por “Cais Oeste”

Inovação: Coletivo Estopô Balaio pelo trabalho desenvolvido no Jardim Romano, que valoriza a memória do migrante através de “Cidade dos Rios Invisíveis”.

Dramaturgia: Janaina Leite por “Stabat Mater

Direção: Daniela Thomas por “Mãe Coragem”

Ator: Luis Miranda por “O Mistério de Irma Vap

Atriz: Tania Bondezan por “A Golondrina”.


Comentários

Anônimo disse…
Descubra como Muitas Mulheres estão Lucrando com a Famosa Técnica de Extensão de Cílios ,Conquistando Ainda Mais Suas Clientes e Aumentando Sua Renda Familiar com o Curso Extensão de Cílios da Laysa Andrade A técnica de Alongamento de Cílios está enriquecendo milhares de mulheres no Brasil e no Mundo e VOCÊ, pode ser a próxima!
http://bit.ly/TenhaAcessoHojeMesmo

Postagens mais visitadas deste blog

CURITIBA RECEBE EM ABRIL A 3ª EDIÇÃO DA OLD & LOW CAR

MATHEUS CEARÁ STAND UP NO TEATRO BOM JESUS

SHOPPING MUELLER PROMOVE ESPAÇO LEGO® DURANTE AS FÉRIAS