quarta-feira, 8 de outubro de 2014

ROBERTO CORRÊA DEDILHA VIDA E MORTE NO TEATRO DA CAIXA Cultural

A Caixa Cultural Curitiba apresenta, no dia 14 de outubro ás 20h, como parte da Série Solo Música, recital de viola caipira de Roberto Corrêa, instrumentista, compositor e pesquisador reconhecido internacionalmente por levar a viola caipira e a viola de cocho às salas de concerto de mais de 30 países. O músico escolheu os temas vida e morte para o show inédito, em que retoma o repertório de dois de seus discos mais significativos: Uróboro, de 1994, considerado um clássico da viola no país, e Temperança, de 2005, em que toca e canta, principalmente, sobre a morte.


O repertório de Uróboro inclui a apresentação de músicas como Baião do pé rachado, Araponga isprivitada, Antiquera e Suíte das Cobras. Já em Temperança, que teve apenas show de lançamento em Brasília, sem chegar a ganhar o país, um músico mais maduro fala de sua relação com a morte em canções como A morte veio me buscar, Pacto e Chora, violinha, chora.

Sobre o músico - Mineiro de Campina Verde radicado em Brasília desde 1975, Roberto Corrêa é considerado um dos mais importantes nomes da viola no Brasil, com versatilidade de estilos que mistura virtuosismo e erudição à música caipira. Graduado em Física e Música pela Universidade de Brasília e doutor em Musicologia pela ECA/USP, possui 10 discos individuais e outros 11 em parcerias com artistas como Inesita Barroso, Siba, Paulo Freire, Badia de Medeiros, Ely Camargo e a Orquestra à Base de Cordas de Curitiba. Realizou recitais em importantes salas de concerto internacionais como o Konzerthaus (Viena), Beijing Concert Hall (Pequim) e Haus der Kulturen der Welt (Berlim). Em 2008, foi agraciado com a Ordem do Mérito Cultural – comenda concedida pelo Governo Federal por sua contribuição à cultura. É idealizador e curador do Voa Viola – Festival Nacional de Viola.

Nenhum comentário: