quarta-feira, 5 de novembro de 2014

TRÍPITICO SAMUEL BECKETT COM NATÁLIA THIMBERG NO TEATRO SESI

Projeto Sesi Teatro traz espetáculo “Tríptico Samuel Beckett” com Nathalia Timberg para Curitiba

Com direção de Roberto Alvim, a atriz de 84 anos divide o palco com Juliana Galdino e Paula Spinelli. Montagem sintetiza a obra do irlandês Samuel Beckett e é uma livre adaptação da trilogia final do escritor composta pelas obras Para o Pior Avante, Companhia e Mal Visto Mal Dito nunca encenadas no Brasil

Uma mulher em três idades de sua vida – infância, maturidade e velhice – personifica toda a humanidade, com suas dores, perplexidades, medos, fragilidades e anseios. Este é o ponto de partida do espetáculo “Tríptico Samuel Beckett” que tem apresentações gratuitas nos dias 15 e 16 de novembro dentro do projeto Sesi Teatro. A direção é de Roberto Alvim, com as atuações das atrizes Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli.

TRÍPTICO SAMUEL BECKETT sintetiza a obra de um dos maiores escritores do século XX, o irlandês Samuel Beckett, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura. Trata-se de uma livre adaptação da trilogia final de Beckett, composta pelas obras Para o Pior Avante, Companhia e Mal Visto Mal Dito, textos que sintetizam a visão de mundo “beckettiana” e que configuram seu testamento artístico. Em termos formais, esta trilogia é sua obra mais radical, uma carta de despedida na qual o dramaturgo condensa de modo brilhante e profundamente tocante tudo aquilo que apreendeu da vida e da arte.

Para o diretor Roberto Alvim, a peça é uma resposta do século XXI à obra do maior autor do século XX e o dramaturgo mais emblemático da ideia de vanguarda. “Como nos aventurarmos hoje pelo vazio proposto por Beckett? Como nos irmanarmos ao convite oferecido por este barqueiro, nesta jornada por dimensões inomináveis da experiência humana? Como renovarmos nosso olhar sobre sua obra, presentificando outros modos de experienciarmos sua excêntrica proposição estética?, questiona ele. “Navegarmos hoje por este descaminho, rota sem norte, que permanece como o grande ultimato a toda ideia de sentido...Não se trata aqui do que nós faremos com Beckett, mas sim do que Beckett fará conosco, homens do século XXI.”

Três atrizes no palco 
Nathalia Timberg, Juliana Galdino e Paula Spinelli estão juntas no palco durante todo o tempo de TRÍPTICO SAMUEL BECKETT. Elas dão vida a uma mulher em três idades (infância, maturidade e velhice) em uma contracenação dentro da própria cena. “A peça acontece no espaço mental dessa mulher, então as três idades estão juntas”, explica Alvim acrescentando ainda que as atrizes estarão imóveis e na penumbra. “As cenas são pautadas pela voz humana e a partir disso o público constrói as imagens.”

O espetáculo é o primeiro texto de Samuel Beckett que a atriz Nathalia Timberg encena. O diretor Roberto Alvim conta que quando leu Mal Visto Mal Dito logo pensou em levá-lo aos palcos e fez uma tradução da obra. Quando decidiu montar o espetáculo pensou imediatamente na Nathalia Timberg, que em sua opinião, é a melhor da geração dela.

“Nathalia Timberg dança com a morte sobre o palco modelando o tempo, o espaço e nossas sensibilidades como um arqueiro zen sem medo algum de se abismar. Sua atuação é um convite para nos irmanarmos com o implacável. Já Juliana Galdino é o único gênio de verdade que eu conheço. Dona de uma compreensão profunda da tragédia humana é capaz de trilhar com uma precisão abissal caminhos instaurados por outras e imprevisíveis formas de habitar a existência. Paula Spinelli fez comigo as tragédias de Ésquilo e conquistou um nível técnico assombroso colocando-se hoje como uma atriz que com menos de 25 anos tem um domínio de seu corpo e de sua voz absolutamente extraordinários”, enfatiza o diretor.

Em TRÍPTICO SAMUEL BECKETT Roberto Alvim promove uma síntese da obra de Samuel Beckett concretizando cenicamente suas questões formais e existenciais, em uma trajetória que principia dentro da mente do artista (em Para o Pior Avante); se abre para cada um dos membros da plateia, na incitação/invenção/apropriação de memórias (em Companhia); e decanta na alteridade: a presença de um outro que coexistirá conosco, estranho e, ao mesmo tempo, reconhecível (em Mal Visto Mal Dito).

SERVIÇO: Projeto Sesi Teatro apresenta “Tríptico Samuel Beckett”
Datas e horários: Sábado, 15 de Novembro, às 21h
Domingo, 16 de Novembro, às 20h
Local: Teatro Sesi - Campus da Indústria - Avenida Comendador Franco, 1.341 - Curitiba
Classificação: 16 anos
Ingressos: Gratuitos; Disponíveis a partir do dia 22 de Outubro nos centros culturais do Sesi, ou no local, uma hora antes da peça.
*Ingressos limitados

Locais para retirada dos ingressos: Centro Cultural Sesi Heitor Stockler de França (Avenida Marechal Floriano Peixoto, 458); Teatro Sesi Portão (Rua Padre Leonardo Nunes, 180); e no Centro Cultural Sistema Fiep (Av. Cândido de Abreu, 200).

Fotografias de: Rafael Avancini.

Nenhum comentário: