terça-feira, 12 de abril de 2016

MUSEU ALFREDO ANDERSEN ABRE QUATRO NOVAS EXPOSIÇÕES

Mostras apresentam diversidade de técnicas artísticas como pinturas, desenhos e cerâmicas

No dia 12 de Abril, às 18h, quatro novas exposições abrem ao público no Museu Alfredo Andersen. São obras do acervo que retrataram paisagens e também trazem pinturas dos discípulos de Andersen; Desenhos de cavernas do Paraná da artista Birgitte Tummler; Homenagem póstuma ao artista Ars Magôo com instalações e pinturas; e ainda uma mostra coletiva que traz pinturas e cerâmicas de alunos que frequentam as oficinas do museu há 5, 10 e 20 anos. As exposições permanecem até 18 de Junho de 2016 com entrada é gratuita.

Cultura Paranaense – Percepções de Andersen
Alfredo Andersen destaca-se como um grande paisagista, interpretando de forma sensível a natureza paranaense. A exposição “Cultura Paranaense – Percepções de Andersen” traz uma série de Paisagens retratadas pelo artista e por seus discípulos, pessoas que frequentaram as aulas de desenho no ateliê de Andersen e que aprenderam o ofício com o próprio artista. O destaque da mostra é a obra "Sete Quedas", que pertence à Itaipu Binacional, e que volta ao museu para ser exibida após 24 anos. A última vez em que a obra esteve no museu foi em 1992.

Cavernas do Parará – Birgitte Tümmler
As cavernas paranaenses foram inspiração para a artista plástica dinamarquês-brasileira Birgitte Tümmler na exposição Cavernas do Paraná. São obras desenhadas em caneta esferográfica, técnica bem característica da artista. Birgitte, que atuou como espeleóloga - profissional especialista na ciência que estuda as cavernas e grutas -, foi convidada pelo Grupo de Estudos Espeleológicos do Paraná (GEEP-Açungui) para ilustrar o livro "Memórias dos Desbravadores de Cavernas", publicação que celebra os 30 anos de atividades desse grupo que atua em prol do cadastramento, exploração e conservação das cavernas paranaenses. 




Ars Magoo – Alessandro Rüppel Silveira
Com curadoria de Luiz Carlos Brugnera, a exposição de obras do curitibano Alessandro Rüppel Silveira, conhecido como Magoo, é uma homenagem póstuma ao artista que faleceu em abril de 2015. Nascido em 1971, Magoo sempre foi autodidata e iniciou a carreira aos 16 anos da pintura. Em 1987 venceu o prêmio de artes plásticas "Primeira Visão", quando ainda era estudante do Colégio Estadual do Paraná. Conhecido por expor seus trabalhos em ambientes alternativos, Magoo também foi responsável por mais de 40 capas de álbuns produzidos pelo projeto "A Grande Garagem que Grava", que lançou CDs de músicos curitibanos entre 2005 e 2011.
 
Coletiva 5, 10 e 20
A mostra traz pinturas e cerâmicas de artistas que foram alunos dos ateliers ofertados pelo Museu Alfredo Andersen há cinco, 10 e 20 anos. São eles: Akiko Miléo, Arlinda Fernandes, Claudina Watanabe, Ivo Vardan, Magali Robaina e Nilva Rossi.

Serviço:  
Abertura de exposições no Museu Alfredo Andersen
Dia 12 de Abril, às 18h
Período expositivo: até 18 de junho de 2016
Entrada gratuita

Museu Alfredo Andersen
Rua Mateus Leme, 336 – São Francisco - Curitiba - PR
Visitação: terça a sexta-feira, das 9h às 18h
Sábados e domingos das 10h às 16h
41 3222-8262 | 41 3323-5148

Nenhum comentário: