sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

FASE ERUDITA DA 33ª OFICINA DE MÚSICA ENCERRA COM CONCERTO DA ORQUESTRA SINFÔNICA E CORO


A fase erudita da 33ª Oficina de Música de Curitiba termina neste sábado (17), com a apresentação da orquestra sinfônica e do coral de alunos, às 20h30, no auditório Bento Munhoz da Rocha Netto (Guairão). Os dois grupos reúnem perto de 300 integrantes, sob o comando geral do maestro Cláudio Cruz. A regência do coro está a cargo de Mara Campos. O concerto tem como solistas o violoncelista Antonio Meneses e a soprano Daniella Carvalho. A Oficina prossegue até 28 de Janeiro, mas com novos cursos e espetáculos de música popular brasileira.

O espetáculo inicia com o Concerto para Orquestra e Violoncelo em Mi menor Op.85, de Edward Elgar (1857-1934 ), quando entra em cena o violonista Antonio Meneses, em sua segunda apresentação nesta Oficina. Meneses, que gravou com o maestro austríaco Herbert von Karajan, um dos maiores regentes do século 20, e a Orquestra Filarmônica de Berlim, é um dos brasileiros de maior destaque no cenário da música erudita mundial. O músico nasceu em Pernambuco, teve sua formação musical no Rio de Janeiro, e ainda jovem foi estudar na Alemanha, transformando-se num dos fenômenos da música clássica. Venceu vários concurso, fez recitais em diversos países e, além da sua extensa agenda de concertos, orienta cursos na Europa, nas Américas e no Japão. Atualmente é professor de violoncelo no Conservatório de Berna (Suiça).
            Nesta 33ª Oficina, Antonio Meneses ministrou um master class e fez uma apresentação ao lado do Quarteto Carlos Gomes na última quinta-feira. Agora ele será o solista na peça do inglês Edward Elgar, composta no final da Primeira Guerra Mundial, e que reflete uma expressão introspectiva, mais reservada e solene. O próprio compositor dizia que essa obra significa “uma atitude do homem perante a vida”.
           
Música e ecologia – A segunda parte do espetáculo é reservada à obra “A Floresta do Amazonas”, de Heitor Villa-Lobos (1887-1959), para orquestra e coro. Aclamada pela crítica por sua “voz de timbre escuro e expressivo”, a cantora lírica tem em seu currículo várias apresentações no brasil e no exterior. Cantou na Rússia, Bulgária, Itália, México e Estados Unidos. “A Floresta do Amazonas” é uma das peças do seu repertório. Inclusive, depois de Curitiba, apresenta-se em Santos, cantando a mesma obra com a Orquestra Jovem do Estado de São Paulo.
A obra de Heitor Villa-Lobos, composta em 1958, é uma de suas últimas composições. Foi escrita para a trilha
A Orquestra Sinfônica da 33ª Oficina reúne os instrumentistas em estágio mais avançado nos estudos musicais. Os ensaios vêm sendo feitos deste o início do festival. Os regentes contaram com o apoio de Simone Menezes e Carlos Domingues (assistentes da Orquestra Sinfônica), Lúcia Passos (preparadora vocal), Priscilla Pruetter, Eli Siliprandi e Alexandre Mousquer (preparação vocal dos naipes).

Outros concertos – Na programação de sábado também estão outros concertos, na Capela Santa Maria, que marcam o encerramento das aulas de música erudita. Às 12h, tem o concerto de música contemporânea do Ensemble Mobile, sob a direção de Márcio Steuernagel. Às 16h, também na Capela, acontece o concerto da Orquestra de Cordas da Oficina, com regência de Reginaldo Nascimento e participação dos solistas Thierry Barbé (contrabaixo) e Stefen Iatcekiw (piano), dois dos professores estrangeiros da Oficina. No programa, composições de Joseph Haydn, Geraldo Finzi, Cláudio Santoro e Jean Sibelius. E às 17h, o concerto de encerramento da Classe de Regência Coral de Mara Campos e Lucia Passos.

Serviço: Concerto de Música Contemporânea – Ensemble Mobile
Local: Capela Santa Maria – R. Conselheiro Laurindo, 273
Data: 17 de Janeiro de 2015, às 12h
Entrada franca

Concerto de Encerramento – Orquestra de Cordas
Local: Capela Santa Maria – R. Conselheiro Laurindo, 273
Data: 17 de Janeiro de 2015, às 16h
Entrada franca

Concerto de Encerramento – Classe de Regência Coral
Local: Capela Santa Maria – R. Conselheiro Laurindo, 273
Data: 17 de Janeiro de 2015, às 17h
Entrada franca

Orquestra Sinfônica e Coro da 33ª Oficina de Música
Local: Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto - Guairão
Data: 17 de Janeiro de 2015, às 20h30
Ingressos: R$ 30 e R$ 15

Mais informações sobre a 33ª Oficina de Música de Curitiba nos sites:

Nenhum comentário: