terça-feira, 14 de junho de 2016

JANETE MEHL ASSINA ESCULTURA DE QUATRO METROS DE ALTURA

Janete Mehl e escultura. Foto de:Eliandro Oliveira.
A artista visual curitibana Janete Mehl é a autora de um dos mais belos presentes recebidos por Curitiba neste ano. É dela a escultura vermelha de aço inoxidável que ornamenta a fachada do novo edifício da FAE, recentemente inaugurada na Avenida Visconde de Guarapuava, 3263, no Centro. A obra remete ao movimento e a evolução, propósitos da instituição de ensino, reconhecida nos cursos de graduação e pós-graduação. 

O projeto do edifício é do arquiteto Adolfo Sakaguti e o paisagismo é de Heloisa Rodrigues. A forma e cor da obra de Mehl contrastam perfeitamente com o verde do jardim e as linhas retas e modernas do prédio.  “Fiquei muito satisfeita com o resultado final”, diz a artista. Para ela, a valorização da arte é essencial para o crescimento da sociedade. “Quando vemos uma obra de arte num espaço público, percebemos o respeito pelo trabalho do artista e o público passa a ter novas referências”, comenta.




Janete conta que trabalhou por oito meses no projeto, entre a apresentação da maquete e a instalação da peça definitiva no espaço. Por se tratar de uma obra de grandes dimensões, a artista, contou com a ajuda do escultor e cenógrafo Toni Reis, habituado a trabalhos desta magnitude. A peça foi produzida numa metalúrgica e necessitou de uma calandra de grande porte para a modelagem da chapa de aço. O contraste do processo de produção com a sutileza da escultura pronta é incrível. Instalada sobre um espelho d’água, a obra inspira ascensão e crescimento. 

Com trinta anos de carreira, Janete Mehl é conhecida por seu trabalho em óleo sobre tela, aquarela e, mais recentemente, o tridimensional. As esculturas em aço começaram a ser produzidas há cerca de 10 anos. Saltaram da superfície plana dos quadros com muita força e intensidade, tanto pela forma quanto pela cor. A artista usa muito o vermelho e o aço polido. 

A escultura da FAE não é a primeira experiência de Mehl em intervenções urbanas. Há alguns anos ela assinou a série Transparência, que reproduziu seus trabalhos em adesivos revestindo estações-tubo.  “Adoro criar o novo. Ele só nasce de um trabalho de pesquisa”, explica.

Janete Mehl é conhecida por suas obras no Brasil e no exterior. A artista já participou de exposições individuais em Curitiba, no interior do Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Rio de Janeiro e pelo mundo em países como Itália, Portugal, Espanha, Inglaterra e França. Suas obras estão expostas também em museus do Rio de Janeiro e Fernando de Noronha, além de acervos particulares no Brasil e no exterior. Participou de diversas mostras de arte e de decoração, recebeu prêmios de arte em certames no Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, assinou prêmios para concursos de arte, marketing e  outros. Sua obra consta de livros de arte e, em 2007, lançou o livro Espelho D’Água, que conta sua trajetória artística e registra parte de sua obra. 



Nenhum comentário: