sábado, 3 de junho de 2017

OS BAMBAS DE SAMPA E RIACHÃO CELEBRAM O SAMBA NA CAIXA CULTURAL

A alegria contagiante de um dos mais importantes sambistas do país se une à nata do samba de São Paulo
  
A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 9 a 11 de Junho, o espetáculo Riachão – 95 anos de Samba, espetáculo que traz a Curitiba um dos sambistas da velha guarda mais reconhecidos do país, acompanhado do grupo Os bambas de sampa. Riachão é considerado a lenda viva do Samba da Bahia. Sempre se apresentando de gorro e sapatos brancos, paletó e toalha em volta do pescoço, o artista traz a Curitiba o mesmo vigor e a alegria que o consagraram. 
O baiano de Salvador, que foi alfaiate, é considerado um dos mais importantes sambistas da Bahia e do Brasil, ao lado de Nelson Sargento e Dona Ivone Lara. Suas canções foram gravadas por artistas como Jackson do Pandeiro, Jamelão, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Dona Ivone Lara, Beth Carvalho, Cássia Eller, Zélia Duncan, dentre outros. 

Começou a se apresentar na década de 1930, aos 9 anos. Entre os seus sambas estão "Retrato da Bahia", "Bochechuda" e "Papuda", canções que lhe renderam o Troféu Gonzaga. Sempre teve uma maneira peculiar de compor - transformava fatos relevantes em crônicas ao ritmo do samba numa linguagem direta e de alcance popular. Nos anos 1940, já conhecido nas rodas de samba, estreou na Rádio Sociedade da Bahia. Ganhou o título de "cronista musical da cidade". Em 1972, Caetano Veloso e Gilberto Gil gravaram “Cada macaco no seu galho”, de autoria de Riachão.

O sambista conta que foi lendo uma revista que resolveu deixar o ofício de alfaiate e se dedicar integralmente à música, quando se deparou com a frase "se o Rio não escrever, a Bahia não canta". Respondeu à altura: aos 95 anos, o artista contabiliza mais de 500 composições. Além de sambas, Riachão compõe marchas, modas e toadas. Em 2015 recebeu uma homenagem da sua terra natal, que batizou um dos circuitos do carnaval de Circuito Riachão.

Os Bambas de Sampa - No palco, Riachão estará acompanhado do grupo Os bambas de sampa, que reúne sambistas de diversos conjuntos paulistanos, sob a direção musical de Paulinho Timor, percursionista, compositor e integrante de grupos como Inimigos do Batente, Gafeira São Paulo, Picafumo. Os músicos formaram o grupo em 2013 para desenvolver um projeto de pesquisa sobre a obra de Riachão, denominado “Valeu Riachão”, em agradecimento à contribuição do sambista à Musica Popular Brasileira.

O grupo busca resgatar e preservar a cultura popular. Os integrantes já acompanharam artistas como Elza Soares, Paulinho da Viola, Monarco, Paulo Moura, Wilson Moreira, entre outros.
Link do vídeo do show gravado no Sesc Pompéia em São Paulo:

Serviço: Música: Riachão – 95 anos de Samba
Local: CAIXA Cultural Curitiba, Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 9 a 11 de Junho de 2017 (sexta a domingo)
Horário: sexta e sábado, às 20h. Domingo, às 19h
Ingressos: vendas a partir de 3 de Junho (sábado). R$ 20 e R$ 10 (meia – conforme legislação e correntistas que pagarem com cartão de débito CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria: (41) 2118-5111 (de terça a sábado, das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: não recomendado para menores de 12 anos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes).
Fotografia: Marcelo Macau.

Nenhum comentário: