sexta-feira, 27 de março de 2015

ECOS DO FESTIVAL E MAIS PROGRAMAÇÃO

Ecos do Festival ... 

BECKETT SE MANTÉM ATUAL  
Com direção de Rubens Rusche e os atores Sandra Dani e Luiz Paulo Vasconcellos em cena, “Oh Os Belos Dias” leva ao palco do Sesc da Esquina hoje e amanhã (28) uma adaptação da peça escrita por Samuel Beckett em 1961. Em dois atos, com intervalo de dez minutos, o espetáculo conta a história de Winnie, uma mulher que vive enterrada até a cintura, mas leva seu cotidiano como se nada estivesse acontecendo. “É uma peça muito difícil, mas encantadora. O texto aborda a passagem do tempo, o envelhecimento e a fragmentação da memória, tudo com um humor primoroso que leva à reflexão. Apesar da surpresa causada no público pelo fato de estar enterrada, ela se porta como se estivesse em sua sala de estar”, conta Sandra, que dá vida a Winnie. Historicamente fundamentado no racionalismo que marcou o século 20, o texto de Beckett se mantém atual em meio aos conflitos pelo mundo. “As obras dele foram responsáveis por eu ter me tornado diretor, pela minha carreira. Mas reconheço que também ajudei a tornar Samuel Beckett conhecido no teatro brasileiro”, admite Rusche.
RELEITURA DE CLÁSSICO FAZ ESTREIA MUNDIAL  
Double Rite”, espetáculo dinamarquês que ocupa o palco do Guairinha neste final de semana (28 e 29 de março), faz sua estreia mundial no Festival de Curitiba. “São duas peças diferentes: a masculina, que já se apresenta há um ano e meio, e a feminina, que começou a ensaiar há duas semanas. Portanto, é a primeira vez que nos apresentamos juntos. Os elencos se conheceram na chegada a Curitiba!”, conta o diretor Palle Granoj. Depois da premiere no Festival, o grupo busca outros países para levar a montagem de dança que homenageia o clássico centenário “A Sagração da Primavera”, de Igor Stravinsky. “Já foram feitas mais de 150 coreografias a partir desta peça, é uma das mais populares no mundo. Nossa ideia é mostrar a passagem do menino para homem, e da menina para mulher, com performances em que apresentamos a nudez. A peça masculina tem feito sucesso, mas isso costuma dividir o público: há os que gostam, e não se importam, e os que se sentem ofendidos. Esperamos que os curitibanos apreciem”, deseja.
SAMBA FUTEBOL CLUBE COM MAIS DOIS PRÊMIOS 
O espetáculo Samba Futebol Clube, da Mostra do Festival de Curitiba, ganhou mais dois prêmios: o APTR nas categorias Melhor Autor e Melhor Espetáculo. Agora são, ao todo, 20 indicações a prêmios e 6 prêmios:
Shell Melhor Música e Categoria Inovação, APTR nas categorias Melhor Autor e Melhor Espetáculo e Cesgranrio nas categorias Melhor Direção e Categoria Especial.

MONÓLOGO INAUGURA TEATRO ITTALA NANDI E É SUCESSO
O monólogo Borderline lotou as suas duas apresentações até agora. Hoje à noite, deve lotar novamente. A atriz Ittala Nandi, que empresta o nome ao teatro recém-inaugurado, elogiou o trabalho do jovem ator José Neto Barbosa. “Assisti ontem ao espetáculo Borderline aqui em Curitiba. Esse rapaz, José Neto Barbosa, é um ator extraordinário”, disse a atriz.
DICA DO CURADOR CELSO CURI
Numax Fabor Plus: Um jeito completamente diferente de fazer teatro. O espetáculo coloca a plateia em uma assembleia que decide o futuro dos funcionários de uma fábrica de eletrodomésticos. O público vai se interessar a partir do primeiro segundo.

Nenhum comentário: