quarta-feira, 26 de julho de 2017

MULA SEM CABEÇA ENCERRA FESTIVAL DE TEATRO INFANTIL BRINQUE

Terceira edição se despede com cerca de 8 mil expectadores e milhares de crianças carentes assistidas   

A história de Hortência, Margarida, Rosa e Violeta, mulheres de nomes de flores frágeis, porém bastante fortes, passa em uma cidadezinha fictícia do interior, a pacata Santa Cruz da Serra. Após a chegada de um novo padre, durante uma festa, as coisas começam a ficar estranhas e, no decorrer de uma semana, a vida dessas quatro mulheres mudarão para sempre, em uma adaptação cercada de leitura poética de uma lenda que diz que mulheres que desejam seguir o próprio desejo podem ganhar uma labareda de fogo no lugar da cabeça. A história se refere à montagem inédita de Mula Sem Cabeça, que encerra a temporada 2017 do “III Festival de Teatro Infantil Brinque – Folclore do Brasil”, que teve estreia em Março em Curitiba e apresentou cinco montagens inéditas.
Com realização do Ministério da Cultura e da Montenegro Produções Culturais, as apresentações acontecem nos próximos dias 29 e 30 de julho, no Teatro Bom Jesus, às 16 horas, e toda a renda da bilheteria será doada ao Hospital Pequeno Príncipe. 

Na nossa Mula Sem Cabeça, a encenação brinca, de modo fantástico, com a proporção de alguns personagens e situações, convidando a imaginação do público a criar este universo conosco. Esta adaptação inédita conta a história da cidade que toda quinta-feira à noite é assombrada por uma mula que, no lugar da cabeça, carrega uma labareda que aumenta a cada lua cheia”, conta Leo Moita, diretor e autor da peça. Para ele, o espetáculo se propõe a mais uma vez a investigar uma poética voltada ao público infantil. “Fazer teatro para crianças nos proporciona a chance de olhar uma pedra no chão e enxergar além dela, exercitar o olhar para ver um universo com infinitas possibilidades. É dar outras proporções ao mundo que nos cerca com a simplicidade do olhar infantil”, argumenta o diretor. Produzido pela Ruído Companhia de Teatro e Minha Nossa Companhia de Teatro, o espetáculo traz uma leitura poética para essa adaptação cênica. 

Sobre o III Festival de Teatro Infantil Brinque – Mais do que definir esta edição como um sucesso de público, que reuniu nada menos que 8 mil pessoas, pode-se afirmar que o Festival levou muita alegria a quem mais precisava. Através de uma parceria firmada com o Instituto Pró-Cidadania (IPCC), o Brinque recebeu um total de 1500 crianças carentes de Casas Lares em apresentações gratuitas. Além disto, assim como nas suas demais edições, o Festival levou as peças para dentro do Pequeno Príncipe em uma série de dez contações de histórias. As apresentações exclusivas foram realizadas duas vezes por mês na Praça do Bibinha, espaço cultural do Hospital, e também na Associação Eunice Weaver.
"Ao encerrarmos a terceira edição de um festival que retrata a cultura brasileira, seus personagens, sua música e seus sotaques, com sucesso de público e crítica, cumprimos a missão de não deixar nossa história morrer. Que iniciativas como essa possam inspirar muita gente a valorizar o que temos de mais bonito, a consumir o produto nacional e principalmente a ter orgulho de fazer parte desse país", finaliza Carolina Montenegro, da Montenegro Produções Culturais, empresa responsável pela criação e realização do Festival. Além disso, foram 150 pessoas envolvidas neste belo projeto, contando produção artística, técnica e de operação.   

SERVIÇO: Peça "Mula sem Cabeça"
Festival de Teatro Infantil Brinque – Folclore do Brasil
Data: 29 e 30 de julho (sábado e domingo) às 16h
Local: Teatro Bom Jesus (Rua 24 de Maio, 135 – Curitiba PR)
Valores: R$ 10 (válido para os 100 primeiros ingressos vendidos antecipadamente), R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 (inteira). Ingressos disponíveis na bilheteria do teatro apenas nos dias de apresentação das peças ou pelo Disk Ingressos (Loja Palladium e quiosques instalados nos shoppings Mueller e Estação ou no site www.diskingressos.com.br).Informações:(41) 3315-0808/ 2105-4034.
                 Fotografia: Valterci Santos

Nenhum comentário: