quarta-feira, 12 de julho de 2017

NOVAS EXPOSIÇÕES DO MUSEU DA GRAVURA DESTACAM TÉCNICA DE LITOGRAFIA


            Novas exposições serão abertas nesta quinta-feira (13), no Museu da Gravura Cidade de Curitiba. As obras apresentadas em cinco diferentes exposições têm em comum o uso da técnica da litografia – processo de reprodução que utiliza a pedra calcária como matriz.

Uma das exposições reúne o acervo de pedras litográficas do Museu da Gravura Cidade de Curitiba, com imagens de rótulos comerciais antigos que eram impressos nesta técnica até final do século 19 e início do século 20. As “pedras litográficas” contam parte da história das artes visuais e design gráfico, trazendo preciosidades da época.
Em uma das salas, serão expostas 20 gravuras do acervo do museu e, como contraponto, outra exposição apresentará os artistas que trabalham com litografia hoje, revelando suas poéticas e processos artísticos.  Frequentadores dos ateliês do Museu da Gravura também terão a chance de mostrar seus trabalhos. Nesta coletiva, eles exploram os processo gráficos da cor e da matriz perdida (reduction print) na técnica da linoleogravura.
A artista plástica Julia Kobus Arbigaus abrirá sua individual “Espelho Litográfico”, que reúne uma série de autorretratos. O trabalho, desenvolvido durante aproximadamente um ano e meio, foi tema de seu trabalho de conclusão de curso (Licenciatura em Artes Visuais – EMBAP) com ênfase na poética. A artista percebe dentro da técnica litográfica uma possibilidade de interiorização, resultando em imagens que traduzem fragmentos desta experiência.
Durante o período da exposição será exibido um vídeo com depoimentos dos artistas explicando sobre os seus trabalhos. Também serão realizados encontros semanais com os artistas para um bate-papo sobre temas específicos nas diversas linguagens das artes visuais. Estarão participando dessas rodas de conversa os artistas Giselle Abdallh e Gio Soifer, Mariana Galli e Bianca Reis, Constance Pinheiro e Janete Anderman e o grupo PATA – Juliana Kudlinski, Maria Teresa C. Abagge e Silvio de Bettio.
As exposições permitem uma leitura da evolução dessa técnica de gravura, que inicialmente tinha um uso mais comercial e depois foi ganhando qualidade artística”, explica a coordenadora do Museu da Gravura, Juliana Kudlinski. Às 18h desta quinta-feira (13), antes da abertura das exposições, Juliana fará uma aula aberta nos ateliês do museu para uma demonstração do processo de impressão litográfica. 

Serviço: Exposições de Gravura
Abertura de exposições
Local: Museu da Gravura Cidade de Curitiba – Solar do Barão (Rua Carlos Cavalcanti, 533 - Centro)
Abertura: 13 de Julho de 2017 (quinta-feira), às 19h.
Datas e horários: de 13 de Julho a 3 de Setembro. De terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h. Sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h.
Às 18h, antes da abertura, aula aberta nos ateliês do museu com demonstração do processo de impressão litográfica.
Informações: (41) 3321-3360
Entrada franca.

Exposições:
PLANO GRÁFICO – RÓTULOS
Acervo de pedras litográficas do MGCC                               

PLANO GRÁFICO – ACERVO
20 litografias pertencentes ao acervo do MGCC

PLANO GRÁFICO – LITOGRAFIA HOJE
Exposição coletiva

ESPELHO LITOGRÁFICO
Artista Julia Kobus Arbigaus

LINOLEOGRAVU RA – Técnica Picasso
Coletiva com trabalhos de artistas frequentadores do MGCC

VÍDEO: ENTREVISTAS COM ARTISTAS
Cezar Regina, Giselle Abdallh, Janete Anderman, Maikel da Maia, Marcos Francowicz (Selo Dois), Mariana Galli, Maria Lucia de Julio, Silvio de Bettio e Silvio Dose.

Nenhum comentário: