quarta-feira, 5 de julho de 2017

POEMAS DE ETEL FROTA INSPIRAM PEÇA DE TEATRO

Espetáculo "Penélope Pelo Avesso", da Comparsaria Cênica, fica em cartaz até domingo, no Teatro José Maria Santos
O espetáculo “Penélope Pelo Avesso”, da companhia curitibana Comparsaria Cênica, está em cartaz até domingo (09/07), no Teatro José Maria Santos. A peça conta a história de mães e filhos que enfrentam a dor da perda de um pelo outro e encontram a possibilidade de recomeço.

A inspiração veio das poesias do livro “Artigo Oitavo”, da escritora e letrista curitibana Etel Frota, publicado em 2002. O nome da obra é uma referência ao artigo 8º de “Os Estatutos do Homem”, do poeta amazonense Thiago de Mello que diz: “Fica decretado que a maior dor sempre foi e será sempre não poder dar amor a quem se ama e saber que é a água que dá à planta o milagre da flor”.

A dramaturga Lucélia Reis leu “Artigo Oitavo” de Etel Frota e decidiu escrever a peça a partir dos poemas do livro. Com direção de Hélio Aquino, o espetáculo estreou em 2016 no Festival de Teatro de Curitiba na mostra paralela Fringe. “Agora, o trabalho teatral volta ao palco povoado por música, poesia e ambiente caseiro com direito a girassóis e bolo de fubá. O público conhece a história e se identifica com situações do cotidiano de três famílias”, destaca a escritora.

O tom intimista das cenas descritas com poesia e música agrega leveza e sutileza a um tema que mexe com emoções de muita gente: a dor da perda, o luto, o recomeço.   

Serviço: Espetáculo “Penélope Pelo Avesso”, da companhia Comparsaria Cênica e inspirado no livro “Artigo Oitavo” de Etel Frota
Local: Teatro José Maria Santos
Data: até 9 de Julho, de quinta-feira a sábado às 21h e domingo às 20h.
Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Nenhum comentário: