quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

DANYLO CAYMMI EM CURITIBA, DIVULGA CD EM HOMENAGEM A TOM

O cantor, compositor e instrumentalista Danilo Caymmi, está em Curitiba, para divulgar o álbum “Danilo Caymmi canta Tom Jobim” (Universal Music),  em homenagem ao compositor, que   completaria 90 anos em janeiro  último.
São  11  composições do artista com o qual trabalhou durante 10 anos.  As canções de Tom Jobim,  permanecem entre as mais executadas da história. Não apenas no Brasil, mas em todo o mundo.
           
A RELAÇÃO COM TOM
           O CD  “Danilo Caymmi canta Tom Jobim”, conforme define  o autor ,  é um disco nitidamente  permeado por bons “causos” e memórias. Caçula de Dorival Caymmi, o cantor  foi apresentado à música de Tom aos 15 anos, quando visitou o maestro, recém-chegado dos Estados Unidos, na companhia do pai e dos irmãos Nana e Dori.
           Na flauta, acompanhou o momento em que o artista interpretou composições de Caymmi— o que, logo depois, virou disco pelas mãos do pai, que registrou esse encontro em “Caymmi visita Tom”,   projeto relançado em 2008.
           Do encontro raro em1964, nasceu uma das mais bonitas amizades musicais brasileiras. Entre 1983 e 1994, Danilo Caymmi trabalhou e excursionou com a Banda Nova (com Tião Neto, Paulo Braga e Paulo Jobim), junto a Tom Jobim.

        LIGAÇÃO AFETIVA
        No  trabalho musical que Danilo Caymmi  são 11  versões escolhidas que segundo ele seguem critérios diversos, que vão da novidade no repertório à ligação afetiva com as composições.
Diz ele:  “Não espere, por exemplo, Samba do avião, faixa comum em apresentações. A escolha foi totalmente afetiva. Optei por canções que gostaria de cantar e não tive oportunidade em shows ou discos.
        E acrescenta  Danilo: “ Por causa de você, por exemplo, ouvia minha mãe, Stella, cantá-la lindamente. Em Chora, coração, participei da trilha como flautista. Já Gabriela, o vi compor, cada dia, um pedacinho da letra. Participei desses momentos. Logicamente canto os estandartes nos palcos, pois pertencem ao  meu repertório”, conta.

Nenhum comentário: