segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

GONÇALO IVO LANÇA LIVRO NO MON

Obra teve origem em entrevista em inglês dada pelo artista a promotora do projeto curatorial Geoform

O novo livro do artista Gonçalo Ivo, intitulado “Métrica da cor”, será lançado no dia 15 de Fevereiro, às 18h, no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba. O livro parte da entrevista que Gonçalo Ivo concedeu em inglês a Julie Karabenick, promotora do projeto curatorial Geoform, desenvolvido para a internet e dedicado à arte abstrata geométrica contemporânea.

“O Museu Oscar Niemeyer tem o privilégio de ser o espaço a receber em primeira mão o livro "Métrica da Cor", de Gonçalo Ivo.  A publicação bilíngue estará à venda na MON Loja e depois será distribuída internacionalmente. A palestra do curador, a visita guiada e a presença do artista são uma oportunidade excepcional para o público do museu aprofundar o conhecimento do trabalho deste artista", destaca Juliana Vosnika, diretora-presidente do MON. 

No diálogo que deu vida ao livro, descortinam-se novas cores da trajetória do artista, cujas inter-relações se nutrem tanto da geometria quanto da música e da poesia. Além da entrevista, o livro apresenta uma recensão bibliográfica sobre a obra de Gonçalo Ivo e a lista de suas exposições individuais. “Como se poderá observar, sua continuidade revela tanto uma polifonia insubmissa à tonalidade de partida quanto a influência de ambiências geográficas diversas no que se avoluma em solo próprio”, analisa o editor Luiz Eduardo Meira de Vasconcellos.
Desde o início dos anos 1990, pesquiso sobre artistas cuja obra tem como base a forma geométrica. A princípio, essa pesquisa ocorreu fundamentalmente em bibliotecas — em livros de arte e catálogos. Mais recentemente, meu campo de investigação se ampliou enormemente com os rápidos progressos dos sistemas de informação digital. Artistas separados pela distância e pela língua cada vez mais podem apresentar sua obra a uma vasta audiência internacional. Não por acaso, foi pela internet que tive a sorte de descobrir a obra de Gonçalo Ivo”, revela Julie Karabenick.
 Desde o mês de Novembro, Gonçalo Ivo expõe no MON o maior conjunto já reunido de sua obra, na mostra “Gonçalo Ivo: A pele da pintura”. Organizada em 500 metros quadrados, a mostra tem o patrocínio da Construtora e Incorporada Laguna, que comemorou 20 anos de atividades em 2016. Segundo André Marin, diretor de incorporação da Laguna, patrocinar um artista é acreditar na arte como formadora de cidadãos conectados com o mundo. “Acreditamos na arte e em criar indivíduos cientes da diversidade cultural que nos rodeia. Estar ao lado de um artista como o Gonçalo Ivo é um orgulho para a Construtora e Incorporadora Laguna, que nestes vinte anos de existência sempre apoiou a arte e a cultura”, observa André.

*** O lançamento do livro “Métrica da cor” com a presença do artista Gonçalo Ivo será na próxima quarta-feira, 15 de Fevereiro, às 18h, no miniauditório do MON. Na ocasião haverá a palestra “A Pintura Ampliada” do curador Felipe Scovino e visita guiada à exposição “Gonçalo Ivo: A pele da pintura”

Confira alguns trechos da entrevista de Gonçalo Ivo:   
Para pintar, é preciso ir além de nossos sonhos. Naturalmente, quando se está pintando, muitas coisas influenciam o processo. Estamos sempre conciliando nossos desejos com a realidade, mas sou guiado pela intuição. Enquanto pinto, não racionalizo. Apenas respiro e sigo em frente. O que me encanta é o ato em si. Estar no ateliê e fazer algo que expresse minha maneira de lidar com o mundo.”  
Aprendi que a cor me faz pensar plasticamente. Durante a maior parte do tempo, estou tomado pela geometria, e isso é algo que simplesmente foge ao meu controle. No meu trabalho, a geometria, muitas vezes, é irregular ou mesmo lúdica. A geometria está presente em muitos aspectos da natureza, e talvez nosso primeiro contato com ela seja o horizonte.

Eu então lembrei que, durante a adolescência, costumava ir com meus tios até a foz do rio São Francisco, um rio muito largo como o Mississipi, para cruzá-lo num pequeno barco. Numa das vezes, ao meio-dia, vi lavadeiras esticando roupas e tecidos coloridos pela ribanceira. Os Rios evocam esses belos tecidos lavados à margem dos rios. A superfície áspera dessas pinturas é uma referência às longas faixas litorâneas sugeridas pelo vaivém das marés, e essa série tem sido um campo muito fértil para experiências com diferentes cores, texturas e materiais.”

SERVIÇO:  Lançamento do livro “Métrica da cor” de Gonçalo Ivo
Quarta-feira, 15 de Fevereiro de 2017 às 18 horas
Local: Museu Oscar Niemeyer, Curitiba, Paraná (Mini auditório) 
A programação de lançamento inclui a palestra “A Pintura Ampliada”, com o curador Felipe Scovino e visita guiada à exposição. 

SOBRE O LIVRO 
Gonçalo Ivo - Métrica da cor | Metric of color
Entrevista a | Interview with Julie Karabenick
2017, 16 x 17 cm, il. color., 192 p.
ISBN 978-85-7740-231-1
Português/inglês
Editora Contra Capa
R$ 75,00
Sobre Gonçalo Ivo  
Nascido no dia 15 de agosto de 1958, na cidade do Rio de Janeiro, Gonçalo Ivo é filho do poeta Lêdo Ivo e da professora Maria Leda Sarmento de Medeiros Ivo. Levado por seus pais desde a infância, visitou com assiduidade os ateliês dos artistas Abelardo Zaluar, Augusto Rodrigues, Emeric Marcier e Iberê Camargo. Estuda pintura no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro - MAM/RJ, em 1975, sob orientação de Aluísio Carvão (1920 - 2001) e Sérgio Campos Melo. Arquiteto, formado pela Universidade Federal Fluminense - UFF, exerce atividades como professor do Departamento de Atividades Educativas do MAM/RJ, entre 1984 e 1986, e como professor visitante da Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/ UFRJ, em 1986. Trabalha também como ilustrador e programador visual para as editoras Global, Record e Pine Press. No decorrer de sua carreira, vem realizando diversas exposições individuais e coletivas no Brasil e no exterior. A partir do ano 2000 radicou-se em Paris, cidade que escolheu para se estabelecer com a família e montar ateliê. Em 2013, montou seu segundo ateliê na Europa, situado em Madri, alternando períodos de trabalho entre França, Espanha e Brasil. Vários livros foram publicados enfocando sua obra, com textos de renomados críticos brasileiros e internacionais.

Sobre a Geoform (www.geoform.net 
Geoform é uma plataforma curatorial desenvolvido para a Internet e dedicado à arte abstrata geométrica contemporânea. Geoform explora, documenta e celebra a rica diversidade de estilo e intenção estética que caracteriza esta vertente da arte abstrata contemporânea. Tal diversidade atesta a reverberação da forma e estrutura geométrica em diversas épocas e lugares. Geoform é editado por Julie Karabenick (juliekarabenick.com) e é publicado online desde Maio de 2005.  “Desejosa de dividir os resultados de minha pesquisa com outras pessoas, eu também me voltei para a comunicação eletrônica e desenvolvi um projeto curatorial na Internet chamado Geoform (www. geoform.net). Seus objetivos são explorar e celebrar a arte abstrata geométrica contemporânea. Uma rápida navegada pela obra dos artistas que participam do Geoform revela uma extraordinária diversidade, tanto em sua aparência quanto em suas aspirações estéticas implícitas.”, revela Julie Karabenick.


Nenhum comentário: