terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

EMILIANO QUEIROZ AUTOBIOGRÁFICO NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

Ator interpreta a si mesmo em peça que narra da infância no Ceará até os dias atuais, passando pelos momentos marcantes dos 60 anos dedicados à atuação

A CAIXA Cultural Curitiba apresenta, de 20 a 22 de Fevereiro, a peça Na Sobremesa da Vida, em que o ator Emiliano Queiroz interpreta sua própria história, em um passeio por seus 76 anos – 60 deles dedicados à atuação. O elenco da peça, dirigida por Ernesto Piccolo, conta com Antonio Gomes, Ana Queiroz e Ivone Hoffmann, esposa de Emiliano. O texto de Maria Letícia é uma adaptação da biografia do ator publicada pela Imprensa Oficial de São Paulo para a coleção Aplauso.

A peça narra a trajetória do ator desde a infância em Aracati, no Ceará, quando aos quatro anos descobriu que queria ser ator, até os dias atuais. Faz um paralelo com a história do país ao falar de episódios importantes da biografia do ator como, por exemplo, a encenação da peça Navalha na Carne em plena ditadura no Brasil. Ao longo da encenação, o ator relembra inúmeros personagens de sucesso que interpretou no rádio, no teatro, na televisão e no cinema, e que marcaram a dramaturgia brasileira.

Os atores Antonio Gomes e Ana Queiroz interpretam diferentes personagens de diferentes épocas, que contracenaram e fizeram parte da vida de Emiliano Queiroz. A peça tem a participação especial de Ivone Hoffmann, e celebra o encontro com Emiliano Queiroz, seu parceiro de palco e vida. Em 1964, os dois encenavam peças de Arthur Miller, em Porto Alegre: ele atuava em Depois da Queda, pela Companhia Maria Della Costa, e ela era bailarina e atriz do espetáculo Feiticeiras de Salém.

O ator:
Emiliano Queiroz nasceu em Aracati, no Ceará, em 1938. Foi um dos atores pioneiros da TV Ceará, e depois passou pela TV Cultura e TV Paulista, até chegar à Rede Globo. Entre as inúmeras novelas das quais participou, destacam-se: Senhora do destino (2004); As filhas da mãe (2001); Cambalacho (1986); O Bem-Amado novela (1973) e série (1980); Pai herói(1979), entre outras.

No teatro criou personagens antológicos, como Veludo em A Navalha na Carne, e Geni em A Ópera do Malandro, de Chico Buarque. Dentre as 50 peças em que atuou, também estão O Bem Amado, em que interpretou o Dirceu Borboleta; Engraçadinha, de Nelson Rodrigues;Onde Canta o Sabiá, com Marília Pêra; e a turnê internacional do espetáculo A Dama de Copa e o Rei de Cuba.

No cinema, atuou em Independência ou Morte (1972), dirigido por Carlos Coimbra; O Grande Mentecapto (1989) e Tiradenteso filme (1999), no papel do poeta Cláudio Manuel da Costa,dirigidos por Oswaldo CaldeiraO Xangô de Baker Street (2001), dirigido por Miguel Faria Júnior; Madame Satã (2002), dirigido por Karim AïnouzCasa de areia (2005), dirigido porAndrucha Waddington, entre outros.


Serviço: Teatro: Na Sobremesa da Vida
Local:  CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: 20 a 22 de Fevereiro de 2015 (sexta-feira a domingo)
Hora: de sexta-feira a sábado, às 20h, e domingo às 19h 
Ingressos: vendas nos dias 12 e 13 de Fevereiro (quinta e sexta-feira), das 12 às 20h, e a partir de 18 de fevereiro (quarta-feira), às 12h. R$ 10 e R$ 5 (meia - conforme legislação e correntista CAIXA). A compra pode ser feita com o cartão vale-cultura.
Bilheteria:  (41) 2118-5111 (de terça a sábado das 12h às 20h, e domingo, das 16h às 19h)
Classificação etária: Não recomendado para menores de 10 anos
Lotação máxima: 125 lugares (2 para cadeirantes).


Nenhum comentário: