sexta-feira, 6 de fevereiro de 2015

PALESTRA E WORKSHOP COM EDITH DERDYK NA CAIXA CULTURAL CURITIBA

Artista paulistana que expõe na galeria até o final Fevereiro ministra workshop sobre os percursos de sua produção relacionada aos livros de artista

A CAIXA Cultural Curitiba promove no dia 10 de Fevereiro, workshop gratuito ministrado pela artista plástica paulistana Edith Derdyk, em cartaz com a exposição individual Doublet_Páginas Móveis até 22 de Fevereiro. Das 14 às 16 horas, Edith fala sobre o percurso histórico de sua produção ligada aos livros de artista. Já o percurso poético será tema da palestra seguinte, das 18 às 20 horas. 

Edith Derdyk foca seu trabalho no permanente diálogo entre a palavra e a imagem, a instalação e a produção de livros de artista, bem como em sua extensa pesquisa sobre o desenho – ela é autora de livros de referência como Desenho. Disegno. DesígnioFormas de Pensar o DesenhoLinha de Costura, entre outros. A mostra Doublet_Páginas Móveis é mais um desdobramento deste processo de pesquisa e criação artística, em que o desenho será explorado em linhas e grafias sobrepostas.

Obras:
Tendo como núcleo poético e espinha dorsal a produção de “livros de artista”, Edith Derdyk apresenta seis conjuntos de trabalhos realizados com procedimentos distintos – desenho, textos, gravura, fotografia, objeto e vídeo. São eles: “Rasuras”, “Tábula”, “Onda Seca”, “Fôlego”, “Escaninho”, “Páginas_móveis” e “Mesa”, realizados com diversos materiais e técnicas como impressões fine art ou em acrílico, livros, vídeos e instalações.

“Rasuras” é composto por uma série de livros instalados em duas mesas com fac-símiles. Já “Mesa” é também o título de outra obra da artista, produzida em ferro e acrílico com diversos materiais. Os curadores Bruno Mendonça e Rafaela Jemene explicam em texto do catálogo que, para Edith Derdyk, tudo começa na mesa: “Na poesia do fazer, o trabalho artístico emerge, sai da mesa para o mundo e muitas vezes, retorna para mesa; lugar onde é exposto; onde a materialização de um pensamento aparece, onde a linguagem se entrecruza com o espaço”.

“Tábula” é uma série de 90 impressões fine art, a jato de tinta mineral, que reproduzem sobreposições de fotos de várias versões da primeira página do livro do Gênese, extraídas de diversas Bíblias populares compradas em sebos. Sua sobreposição produz um texto ilegível, blocado, uma área escura, quase um buraco na parede.

Há ainda os vídeos “Onda Seca” e “Fôlego”, produzidos pela artista em parceria com o videoartista Raimo Benedetti, e os trabalhos “Escaninho” e “Páginas_móveis”, de poética a ser descoberta e decifrada pelo espectador.

A artista:
A artista plástica, ilustradora, educadora e autora Edith Derdyk nasceu em São Paulo, em 1955. Desde 1981, realiza exposições coletivas e individuais em espaços como o MAM-SP, o MAM-RJ, a Pinacoteca do Estado de São Paulo, o Museu de Arte de São Paulo, o Centro Cultural São Paulo, o Instituto Tomie Ohtake, entre outras. No exterior, já esteve em países como México, EUA, Alemanha, Dinamarca, Colômbia, Espanha e França.

Dentre outros prêmios, a artista recebeu o Prêmio Revelação Fotografia Porto Seguro (2004), o Prêmio Bolsa Vitae e o Prêmio APCA (ambos em 2002), e o Prêmio Funarte Artes Visuais (2012). Edith Derdyk foi artista residente no The Banff Centre, no Canadá, em 2007, e na The Rockefeller Foundation, nos Estados Unidos, em 1999. Sua obra faz parte de importantes coleções públicas como a da Pinacoteca do Estado de São Paulo e da Prefeitura de Nurnberg, na Alemanha.


ServiçoExposição: Doublet_Páginas Móveis - Edith Derdyk
Local: CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Data: até 22 de Fevereiro de 2015
Horários: terça-feira a sábado das 10h às 20h e domingo das 10h às 19h
Ingressos: entrada franca
Classificação etária: livre para todos os públicos

Workshop com Edith Derdyk:
Local: Teatro da CAIXA Cultural Curitiba – Rua Conselheiro Laurindo, 280 – Curitiba (PR)
Dia: 10 de Fevereiro de 2015 (terça-feira)
Hora: das 14 às 16 horas (percurso histórico da produção) e das 18 às 20 horas (percurso poético). 
Ingressos: Entrada franca
Classificação etária: livre para todos os públicos.

Nenhum comentário: