segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

A HIDRA RESGATA RESISTÊNCIA À DITADURA MILITAR

Livro de contos tem lançamento nacional em Curitiba no dia 9 de Dezembro, na Livraria da Vila

O livro A Hidra – Contos de Exílio, Clandestinidade e Resistência, de autoria da jornalista e educadora Marlene Rodrigues, será lançado nacionalmente em Curitiba, no dia 9 de Dezembro de 2016, às 19h30, na Livraria da Vila no Pátio Batel.
Patrocinado pela Itaipu Binacional, produzido pela Unicultura e publicado pela Geração Editorial, o livro reúne 42 contos que resgatam a memória da resistência à ditadura militar (1964-1985). Os contos são baseados em histórias verídicas ocorridas em diversas partes do Brasil com pessoas anônimas e conhecidas, como Luiz Carlos Prestes, Sobral Pinto, dom Paulo Evaristo Arns, Madre Cristina, Violeta Arraes, Enio Silveira, Juruna, João Pedro Teixeira, Edson Flosi, Paulo Duarte e Gontran Guanaes.
As pessoas retratadas estiveram envolvidas com o movimento de resistência ao regime militar. Muitas delas foram presas, torturadas, exiladas ou condenadas a viver na clandestinidade. Entre elas estavam trabalhadores, estudantes, cientistas, artistas, jornalistas, professores, intelectuais, advogados, religiosos de várias crenças e militares contrários às violações dos direitos civis e humanos.
Este é um livro que nasceu do amor por pessoas que em tempos dilacerantes deram sentido às suas vidas nas lutas pelas liberdades”, afirma Marlene Rodrigues. “São acontecimentos reais vividos por pessoas reais. À maioria emprestei minha subjetividade na tentativa carinhosa de arrancá-los do silêncio, da solidão e da passagem do tempo”, completa ela.
A ditadura militar brasileira, que não pretendia inicialmente ser um estado de exceção por tanto tempo, investiu fortemente na repressão que ganhou vulto, extensão e alcance no confronto com os resistentes. É por isso que a autora lança mão da imagem da hidra, o monstro da mitologia grega cujas sete cabeças de serpente se multiplicam em proporção geométrica à medida que são cortadas. “Quanto mais se lutava pela democracia, mais repressão e desespero aconteciam. Tudo para aniquilar a resistência”, ressalta a autora. É pela perspectiva da resistência que os inúmeros braços repressores do regime se revelam ao leitor.

A AUTORA - Marlene Rodrigues iniciou-se no jornalismo nos Diários Associados em 1968, pouco antes do AI-5, cobrindo o movimento estudantil e, mais tarde, a situação funcional e política dos cientistas da Universidade de São Paulo, que culminou com o exílio de muitos deles. Dois anos mais tarde, passou a trabalhar no jornal Folha de S. Paulo, quando cobriu especialmente a reforma universitária do governo militar e esteve sob a chefia de Perseu Abramo, Cláudio Abramo, João Batista Lemos e Alexandre Gambirasio. Também participou de grandes reportagens da antológica revista Realidade. Como professora universitária, iniciou a carreira na mesma época na Faculdade de Belas Artes de São Paulo e na Fundação Santo André.
A autora também planejou, criou e deu início à Imprensa Universitária da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul em 1979, durante a anistia política. Mais tarde, já na redemocratização do país, em 1988, criou e dirigiu a Coordenadoria de Pesquisa e Ensino Artístico da Secretaria de Estado da Cultura do Paraná.
Mestre em Educação, pedagoga, psicóloga com especialização em Psicanálise e terapeuta de orientação própria e independente, Marlene Rodrigues escreveu inúmeros ensaios e continua vinculada ao jornalismo e à psicologia, aos quais se somam ainda a arte e a filosofia. Aos 75 anos, permanece engajada nas lutas sociais por melhor educação do ensino fundamental à formação universitária. Vive em uma área da Mata Atlântica no interior do Paraná, onde se dedica à preservação de espécies vegetais em extinção e à proteção da vida silvestre local.
 
SERVIÇO: 
Livro: A Hidra – Contos de Exílio, Clandestinidade e              Resistência  
Marlene Rodrigues, Geração Editorial, 2016, 198p.
Tiragem: 2 mil exemplares
Preço: R$ 29, 90

Lançamento
Data: 09/12/2016, às 19h30
Local: Livraria da Vila
Shopping Pátio Batel – Lj. 314, L3
Avenida do Batel, 1868 – Batel – Curitiba – PR



Nenhum comentário: