segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

HOJE REGINA VOGUE RECEBE O TÍTULO DE CIDADÃ PARANAENSE


HOJE a Gaúcha Regina Vogue ganha cidadania paranaense com espetáculo no Guairinha

Gaúcha de Porto Alegre, a grande dama do teatro Regina Vogue recebe nesta segunda-feira (5), no Teatro Salvador de Ferrante (Guairinha), o título de Cidadã Honorária do Paraná. A proposta, de autoria do deputado Chico Brasileiro (PSD), foi aprovada pela Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador em novembro de 2015. A classe artística de Curitiba prepara uma homenagem à atriz e produtora, contando os seus mais de 50 anos de carreira. 
 “A vida da Regina se confunde, em boa parte, com a história da produção teatral para crianças no Paraná”, justifica o deputado Chico Brasileiro. “Desde 1986, quando criou a sua companhia, já realizou mais de 50 espetáculos voltados para o público infantil, chegando em 2004 a conquistar o seu próprio teatro numa parceria com o empresário Miguel Krigsner”, lembra ele, referindo-se ao espaço com 360 lugares no Shopping Estação, no bairro do Rebouças.

A carreira de Regina Vogue começou de forma intrépida e quase clichê: aos 16 anos, fugiu com o circo e no picadeiro aprendeu a brilhar. A verve dramática, porém, falou mais alto. Largou as artes circenses para se dedicar à carreira de atriz num “teatro pavilhão” – antigos espetáculos teatrais itinerantes. Depois de percorrer o Brasil, fixou residência em Curitiba em 1981. O começo foi difícil. Enfrentou até preconceito: era chamada de “a mulher do circo”.

O curitibano não lhe dá a cara, te olha de lado. Você tem que mostrar que pode, que faz jus, que tem competência”, contou em recente entrevista ao jornalista Rômulo Zanotto. Mas, em pouco tempo, Regina mostrou a que veio. Em 1986, fundou a sua primeira companhia e, desde então, realizou mais de 50 espetáculos para crianças. O grande reconhecimento veio em 1991 com a peça “Pluft, o Fantasminha”, famoso texto de Maria Clara Machado. 

A produção foi assistida por mais de 34 mil crianças da rede pública de ensino. Contou com grandes talentos, como Edson Bueno e Rosana Stavis. E deu à Regina o seu primeiro prêmio Gralha Azul de melhor espetáculo para crianças. Desde então, acumulou mais nove, além de outros 50 em diversas categorias. O Gralha Azul de melhor atriz veio, em 1994, com a peça “A Outra”. Entre 1997 e 2004, recebeu quatro prêmios Poty Lazzarotto de melhor espetáculo.  

O talento e sucesso de Regina Vogue já estão escritos na história da capital. Em 2011, recebeu o título de Cidadã Honorária de Curitiba. A sua contribuição para o teatro paranaense é memorável. Pelas suas mãos, passaram nomes hoje consagrados como Alexandre Nero, Guta Stresser, Katiuscia Canoro e Fabiula Nascimento. Sua vida está contada no livro “No Centro da Liça”, biografia com depoimentos à escritora Viviane Burger, com prefácio de René Ariel Dotti. 

Como atriz, participou de 23 peças de teatro e oito longas metragens, com cineastas consagrados como Aly Muritiba, irmãos Schumann e Paulo Biscaia Filho. Ao completar 50 anos de carreira, em 2010, foi agraciada com uma Honra ao Mérito, concedida pelo Centro Cultural Teatro Guaíra, SATED e SEPE. Realiza, desde 1998, um trabalho investigativo sobre o teatro para criança, tendo criado em 2006 o Centro de Estudos de Teatro para Crianças (CETEC).

SERVIÇO: Solenidade/Espetáculo de entrega do título de Cidadã Honorária à atriz e produtora Regina Vogue
DATA: 5 de Dezembro, SEGUNDA-FEIRA
HORÁRIO: 20 horas
LOCAL: Auditório Salvador de Ferrante (Teatro Guairinha) – Rua XV de Novembro, 971 - Curitiba.


Pastas  Perfil do Usuário  Sair

Nenhum comentário: