quinta-feira, 8 de setembro de 2016

ELIANE PROLIK EXPÕE OBRAS INÉDITAS NO CENTRO CULTURAL SISTEMA FIEP

Arte discute fluxo de movimento e relação das pessoas com as cidades

A partir de 15 de Setembro, Eliane Prolik mostra sua mais recente criação, a Exposição Mudanças, em iniciativa inédita da artista curitibana com realização do Sesi Cultura. Considerada uma das artistas mais expressivas e reconhecidas da cena contemporânea paranaense, Eliane Prolik mostra uma série de trabalhos desenvolvidos desde 2015 e organizados especialmente para o espaço do Centro Cultural Sistema Fiep.

Presente no cenário artístico nacional e internacional a mais de 30 anos, Eliane Prolik explora a conexão com elementos da vida urbana por meio de suas obras tridimensionais. A artista explica que “Em Mudanças, há uma discussão sobre a alteração e modificação contínua na condição das coisas o que ainda sugere uma possível apreensão poética dos fluxos da vida cotidiana. No Centro Cultural Sistema Fiep, as aberturas, janelas e vidraças do edifício trazem a rua e a cidade para o espaço interno e vice-versa. Como um labirinto do espaço, corpo e cidade, os elementos escultóricos individualmente ou em conjunto se retroalimentam reforçando um movimento contínuo de informações e pulsões. As conexões e acessos se dão desde a apropriação de materiais, objetos e imagens”.


Assim, o conceito de Mudanças apresenta esculturas que usam objetos do cotidiano como escadas, carrinhos, espelhos e luzes. “A arte de Eliane se constrói a partir de elementos que já existem. Ela utiliza objetos do dia a dia, que recebem intervenções e novas leituras”, explica Ana Rocha, que assina a produção da exposição e também o texto de apresentação do catálogo da exposição.

Mudanças dá continuidade a trabalhos anteriores da artista, como Atravessamento (mostra individual no  MON, de 2014), esculturas metálicas de grandes planos de piso e paredes por onde se pode andar ou literalmente atravessar o espaço, e Red Ahead (exibido na Bienal de Curitiba, de 2015), instalação e vídeo de lanternas vermelhas em movimento e batimento da cor. Em 2001, a série de trabalhos Nada Além também incluiu um veículo. Uma Kombi furgão foi recortada com frases da MPB, que revelam fluxos luminosos urbanos no interior do veículo em trânsito.    
Durante a exposição serão realizadas visitas guiadas com a artista para alunos de escolas de Curitiba e também um bate papo com a artista Eliane Prolik e Ana Rocha sobre a exposição.
Arte móvel - Durante a exposição, circulará pela cidade um caminhão com laterais semi-abertas denominado pela artista como uma inserção urbana ou escultura pública móvel. Nesse espaço, uma situação de passagem ou atravessamento é criada pelas laterais rompidas, sugerindo a apreensão dos movimentos e dinamismos do espaço público. “A escultura atua como um cinema instantâneo e andante”, explica Eliane Prolik. Usado para transporte de cargas, fretes ou mudanças e relevante no panorama da produção brasileira, o caminhão de “Mudanças” ficará estacionado no ponto de frete, na rua Candido de Abreu, no centro de Curitiba, e ambulante em vários percursos na região metropolitana de Curitiba.

Sobre Eliane Prolik
Eliane Prolik nasceu em Curitiba, onde vive e trabalha. Graduada pela Escola de Belas Artes do Paraná, estudou arte na Itália, na Accademia di Belle Arti di Brera, em Milão e filosofia na UFPR. Integra, até janeiro de 2017, a mostra A Cor do Brasil, no MAR (Museu de Arte do Rio de Janeiro) e, expôs anteriormente na Bienal de Curitiba (2015), 25ª e 19ª Bienal Internacional de São Paulo (1987 e 2002), Bienal Brasil Século XX (1994), Panorama da Arte Brasileira (1991 e 1995), com individuais recentes: Matéria do Mundo, Museu Oscar Niemeyer (2014) e Atravessamento, no Museu Municipal de Arte de Curitiba (2012). Possui obras nas principais coleções públicas como Pinacoteca do Estado, MAC- e MAM em São Paulo, MAM e MAR no Rio de Janeiro e instituições locais. 

SERVIÇO: Exposição “Mudanças”
Data: De 15 de Setembro a 26 de Novembro de 2016
Horários: De quarta a sexta, das 10h às 18h, e sábado, das 10h às 12h e das 13h às 18h
Local: Centro Cultural Sistema Fiep 
Av. Cândido de Abreu, 200, Centro Cívico – Curitiba |PR
Informações: (41) 3271-9560.
Entrada franca.

       


Nenhum comentário: