segunda-feira, 4 de julho de 2016

SECRETARIA DA CULTURA ABRE EXPOSIÇÃO EM HOMENAGEM A CLEON JACQUES

Exposição e leitura dramátiva em homenagem ao ator e diretor Cleon Jacques

A Secretaria de Estado da Cultura abre nesta quarta-feira (06/07), às 18h, no hall do prédio, a exposição “Cleon Jacques”, em homenagem ao ator e diretor paranaense que marcou a cena teatral do Estado nos anos 1980 e 1990. Uma leitura dramática interpretada por Edson Bueno, Rafael Camargo e Emílio Pitta vai celebrar o artista durante a abertura. A mostra permanece em cartaz até 30 de Setembro e a entrada é gratuita.

“Cleon Jacques era dessas pessoas que chegam e logo chamam a nossa atenção. Ousadia e criatividade eram marcas da sua personalidade, que fizeram dele um vanguardista no teatro e na vida. Definitivamente, uma figura à frente de seu tempo. Esta exposição foi a forma que encontramos para homenageá-lo”, relata o secretário de Estado da Cultura, João Luiz Fiani.

A mostra reúne fotos do artista desde a infância em Ponta Grossa, passando pelos tempos de academia no Colégio Estadual do Paraná e no Curso Superior de Artes Cênicas da PUCPR/Teatro Guaíra, até subir aos palcos como diretor. A exposição traz também depoimentos de seus amigos, pensamentos do próprio Cleon, além de vídeos das peças que dirigiu.

A vida depois do sonho
Na abertura da exposição, será realizada a leitura dramática “Cleon Jacques – A vida depois do sonho”, por Edson Bueno, Rafael Camargo e Emílio Pitta. De acordo com Bueno, o texto será uma celebração sobre o homem, o artista e sua obra, que foi curta, mas significativa. “O Cleon influenciou, apesar do pouco tempo que esteve entre nós, uma geração inteira de artistas em Curitiba e sua passagem marcou o teatro curitibano”.

Cleon Jacques
Cleon Jacques nasceu em Ponta Grossa em 4 de maio de 1965. Mudou-se para Curitiba onde se formou como ator no curso profissionalizante do Colégio Estadual do Paraná (1985) e no Curso Superior de Artes Cênicas (CSAC) da PUCPR/Teatro Guaíra (1989). Ganhou projeção como diretor em sua prova pública no CSAC, quando dirigiu uma peça de Molière. Em 1990, recebeu menção honrosa na cerimônia do Troféu Gralha Azul – Prêmio Governador do Estado, pela direção de “Werther” e pelo conjunto de trabalhos realizados pelo grupo Ânima, fundado por ele em 1987.

Cleon faleceu precocemente, aos 31 anos, em 28 de janeiro de 1997. Em sua homenagem, a Fundação Cultural de Curitiba inaugurou o Teatro Cleon Jacques em 21 de julho de 1998, destinado a espetáculos de vanguarda.

Serviço: 
Abertura da exposição Cleon Jacques
Data: 06/07 (quarta-feira), às 18h
Local: Hall da Secretaria de Estado da Cultura. Rua Ébano Pereira, 240, Curitiba – PR.
Entrada gratuita.

Nenhum comentário: