terça-feira, 19 de julho de 2016

SESI NO PARANÁ COMEMORA ANIVERSÁRIO COM A "MOSTRA SESI 70 ANOS"

Exposição sobre a trajetória de sete décadas da instituição será aberta no Centro Cultural Sistema Fiep, no dia 20 de Julho

            O Sesi no Paraná comemora no mês de Julho sete décadas de atuação no estado. Nesses 70 anos de história, a instituição, que começou com uma forte vocação social, passou por uma série de transformações e, hoje, é fundamental no apoio às indústrias do Paraná, com ações que auxiliam na vida dos trabalhadores, na comunidade e sobretudo na competitividade das empresas. Para celebrar a data, o Sesi promove a exposição “Mostra Sesi 70 Anos”, uma linha do tempo que conta essa trajetória, que será aberta no Centro Cultural Sistema Fiep no dia 20 de Julho, ao meio-dia, e terá itinerância pelo interior do estado a partir de Setembro.
A mostra abriga uma retrospectiva histórica do Sesi no Paraná desde sua fundação até os dias atuais, apresentando fotografias, vídeos e textos das ações realizadas a partir da década de 1940 e desenvolvidas ao longo dos anos nas áreas de esporte, lazer, responsabilidade social, cultura educação, saúde e segurança. Na exposição, o visitante tem acesso a imagens históricas de Curitiba, bem como a vídeos restaurados de eventos e momentos da história do Sesi, além de outros ambientes expositivos e depoimentos de antigos colaboradores, contextualizando a evolução dos serviços da instituição nessas décadas.


Com atuação em duas áreas centrais – educação e saúde e segurança – hoje o Sesi oferece para a indústria, para o trabalhador e sua família serviços que auxiliam o dia a dia, além de soluções que ajudam as indústrias a evoluírem e ser tornarem mais competitivas. “Investindo nas pessoas, tanto no trabalhador de hoje quanto no do futuro, o Sesi mantém sua essência inicial, promovendo a qualificação, saúde e segurança do trabalhador, em prol de um setor industrial cada vez mais sólido e capacitado”, diz José Antonio Fares, superintendente do Sesi no Paraná.

Linha do tempo
           Num cenário pós Segunda Guerra Mundial, um grupo de empresários (Roberto Simonsen, Euvaldo Lodi, João Daudt d’Oliveira e o educador Brasílio Machado Neto) elaborou a Carta da Paz Social, propondo a humanização das relações entre patrão e empregado. Fundado em 1946, o Sesi acompanhou as mudanças pelo qual o país passou, como o fim do Estado Novo, a crescente industrialização e o início na melhoria das condições de vida do trabalhador.
 
            Um dos primeiros serviços oferecidos pelo Sesi no Paraná buscou suprir uma necessidade da época, uma crise de abastecimento gerada pelo deslocamento do trabalhador do campo para a cidade.  A instituição oferecia aos industriários produtos alimentícios com preço abaixo do mercado, e os trabalhadores adquiriam os produtos nos postos de abastecimento. Em 1949, o Paraná tinha 21 postos, 14 deles na capital.

            Ao longo das décadas, o Sesi Paraná desenvolveu diversas ações que envolviam os trabalhadores e a comunidade, como cursos populares de alfabetização de adultos, realizados nas indústrias. Atualmente, o Sesi tem serviços educacionais como Educação de Jovens e Adultos (EJA), cursos de Educação a Distância (EAD), além do Colégio Sesi, fundado em 2005. É a maior rede privada de Ensino Médio do estado, com 55 unidades, cinco delas internacionais. Com uma metodologia baseada em Oficinas de Aprendizagem, que possibilita mais autonomia ao aluno, o Sesi promove convênios entre colégio e indústrias e forma estudantes preparados para a vida e o mercado de trabalho.

            A educação infantil não ficou de lado: com auge nos anos 1990, o Sesi inaugurou creches e cursos pré-escolares em 28 municípios – no começo desse ano, a instituição deu início, pela multinacional Bosch, em Curitiba, ao programa “Crescer na Indústria”, que implementa creches nas indústrias interessadas, com metodologia da escola, ensino bilíngue e educação nutricional. Na Bosch, a creche, batizada de Centro de Educação Infantil Kinderhaus, funciona das 6h às 18 horas, atende 100 crianças, e teve um importante papel na retenção de gênero feminino na fábrica, já que as mães foram priorizadas na hora da matrícula.  No caso da empresa, 80% da mensalidade é subsidiada pelo empregador.

            Campanhas e concursos também fizeram parte da formação do Sesi, para incentivar os trabalhadores, por exemplo, a levarem os seus filhos em consultas médicas – um deles, que aconteceu durante a década de 1950, foi o “Bebê Robustez”, que oferecia prêmios às famílias das crianças mais saudáveis.

Nas décadas 1970 e nas seguintes, com a sanção dos maiores problemas de saúde, a instituição passou a trabalhar com medidas preventivas.  Em 2012, o Sesi Paraná lançou o programa Cuide-se +. Por meio de unidades móveis, o trabalhador da indústria é atendido nos eixos de: Prevenção ao Câncer, Prevenção ao Uso de Álcool e outras Drogas, Alimentação Saudável, Prevenção de Acidentes de Trabalho, Saúde Mental, Prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Prevenção de Doenças Crônicas e Estímulo a Atividades Físicas. A ação, que entre 2014 e 2015 atendeu 8,8 mil trabalhadores em 50 cidades, colabora para a redução de acidentes de trabalho e do absenteísmo, e ajuda no dia a dia do trabalhador.

A promoção da Cultura é outro segmento trabalhado no Sesi Paraná, cujas ações tem como objetivo primordial fortalecer o desenvolvimento pessoal e profissional do trabalhador. Além de espaços culturais, como o Centro Cultural Heitor Stockler de França, em Curitiba, o Sesi fundou, nos anos 1950, a Escola de Arte Dramática, que formou atores e atrizes consagrados, como Lala Schneider, conhecida como a dama do teatro paranaense.

Além disso, o Sesi no Paraná é signatário e apoiador de importantes plataformas que promovem práticas sustentáveis, como o Pacto Global, os Princípios para Educação Executiva Responsável (PRME), os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e os Princípios de Empoderamento das Mulheres (WEPs), além de oferecer consultoria em Gestão da Sustentabilidade.

Em todos os segmentos, nos últimos anos, o Sesi realizou 3 milhões de atendimentos nas suas áreas centrais em todo o estado. “Os serviços prestados pelo Sesi evoluíram junto com as indústrias ao longo das décadas e assim continuará sendo, sempre com o objetivo de torná-las mais produtivas de forma sustentável, contribuindo efetivamente para o crescimento de todo o Paraná”, finaliza Fares.

Sesi no Paraná
O Serviço Social da Indústria (Sesi) oferece soluções em segurança, saúde e educação para a indústria, para o trabalhador e sua família. Com o objetivo de reduzir despesas com saúde, prevenir acidentes de trabalho e promover a saúde dos trabalhadores, o Sesi oferece consultorias e serviços exclusivos para a indústria, garantindo mais competitividade e produtividade para os negócios, diminuindo gastos e atuando de forma preventiva. Com foco na educação inovadora ao alcance do trabalhador da indústria, o Colégio Sesi é a maior rede de Ensino Médio do Paraná, e conta com cinco unidades internacionais.

SERVIÇO: Mostra Sesi 70 ANOS
De 20 de Julho a 20 de Agosto de 2016
Visitação: quarta-feira a sábado, das 10h às 18h

Centro Cultural Sistema Fiep: Av. Cândido de Abreu, 200, Centro Cívico – Curitiba/PR.

Nenhum comentário: