1º FESTIVAL DE VERÃO DE CAMPOS DO JORDÃO LEVA MAIS DE 50 CONCERTOS A TRÊS PALCOS DA CIDADE

 


 


Conhecido pela tradicional edição de Inverno, evento ganha agenda inédita no Verão, de 22 de Janeiro a 13 de Fevereiro, com apresentações no Auditório Claudio Santoro, Palácio Boa Vista e Parque Capivari ­-- os 22 concertos no Auditório serão transmitidos ao vivo no YouTube do Festival e na plataforma #CulturaEmCasa; 

Mônica Salmaso é a curadora do eixo de Música Popular Instrumental, enquanto Clarice Assad fica responsável pelo eixo de Música Erudita Contemporânea; 

Módulo Pedagógico oferecerá 70 bolsas de estudo integrais para os cursos de Big Band, Ensemble Popular e Ensemble Contemporâneo, nas modalidades Instrumento, Canto Popular e Composição; 

Apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 -- duas doses ou dose única -- será obrigatória para assistir aos concertos, em todos os locais.  

Auditório com pessoas

Descrição gerada automaticamente

São Paulo Chamber Soloists no Auditório Claudio Santoro, no 51º Festival de Inverno, em 2021 (Foto: Bruna Brandão)

O Festival de Campos do Jordão, reconhecido como o maior evento de música clássica da América Latina, passa, a partir deste ano de 2022, a acontecer também no Verão -- além de manter sua tradicional edição de Inverno em julho -- e em um novo formato. Ao longo de três semanas, entre 22 de Janeiro e 13 de Fevereiro, o 1º Festival de Verão de Campos do Jordão oferecerá mais de 50 apresentações musicais divididas em dois eixos (Música Popular Instrumental e Música Erudita Contemporânea), além de contar com um núcleo pedagógico em formato original, pensado para contemplar as particularidades destes diferentes campos artísticos.  

Os concertos acontecerão em três palcos: no recém-criado Parque Capivari (onde ocorrem a abertura e o encerramento do Festival, todos gratuitos), no Palácio Boa Vista e no tradicional Auditório Claudio Santoro, localizado no belo Museu Felícia Leirner. Para entrar nos três locais, a apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 (duas doses ou dose única) será obrigatória. 

Depois do sucesso das transmissões ao vivo inauguradas no 51º Festival de Inverno, em julho de 2021, a edição de Verão seguirá com os concertos exibidos no YouTube do evento e também na plataforma #CulturaEmCasa, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa. Serão ao todo 22 apresentações que poderão ser acompanhadas gratuitamente por esses canais digitais.  

O 1º Festival de Verão de tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski, curadoria artística de Mônica Salmaso (Música Popular Instrumental) e de Clarice Assad (Música Erudita Contemporânea), e coordenação artístico-pedagógica de Daniel D’Alcantara (Música Popular Instrumental) e de Ricardo Bologna (Música Erudita Contemporânea).  

Com o novo formato, o Governo do Estado de São Paulo busca ampliar este já tradicional evento -- no que diz respeito à época de sua realização, potencializando a capacidade turística do Vale do Paraíba, e ao seu aspecto conceitual, abraçando linguagens e formatos musicais explorados com menor frequência no Festival de Inverno (que em 2022 chegará à sua 52º edição). Veja aqui como foi a coletiva virtual de apresentação do 1º Festival de Verão de Campos do Jordão, realizada em 21 de dezembro de 2021.  

PROGRAMAÇÃO ARTÍSTICA 

O eixo Música Popular Instrumental tem curadoria da cantora paulistana Mônica Salmaso, reconhecida como uma das grandes intérpretes da MPB dos dias de hoje. Nomes como Paula Lima (que abre o evento ao lado da São Paulo Big Band, dia 22/jan), João Bosco, Sujeito a Guincho, Mestrinho, Guinga, João Camarero, Cristóvão Bastos, Thiago Amud, Dori Caymmi e André Mehmari (com participação da própria Mônica Salmaso) e Brasil Jazz Sinfônica com Renato Borghetti e Toninho Ferragutti estão entre as apresentações programadas para o Auditório Claudio Santoro e o Parque Capivari. 

Ser convidada para fazer esta curadoria foi para mim uma surpresa, um desafio e um prazer. Em parceria com o Daniel D’Alcantara [Coordenador Pedagógico de Música Popular Instrumental], que é uma pessoa incrível e muito competente, decidi propor um formato diferente, de formação de repertório mais do que de aulas de instrumentos. Ou seja, serão formados dois grupos, uma Big Band e um Ensemble, que trabalharão arranjos de compositores diferentes; com isso, fazemos uma prática de conjunto guiada junto aos professores, que estarão presentes em cada semana. É um formato de vivência e coletivo, que é o que estamos precisando depois de todo esse isolamento que atravessamos. Então é um prazer e um frio na barriga, mas, sobretudo, uma alegria”, conta Mônica.  

A cantora, compositora e instrumentista carioca Clarice Assad (radicada em Chicago), um dos grandes expoentes da música de concerto atualmente, é a responsável pelo eixo Música Erudita Contemporânea do Festival. Entre as atrações escaladas por ela estão a cantora indiana Varijashree Venugopal; o norte-americano Derek Bermel (compositor convidado desta edição) com o Trio Arqué; os conjuntos Percorso Ensemble, Desvio, Martelo e São Paulo Chamber Soloists; o violonista Fabio Zanon; e Arrigo Barnabé, que apresenta um show comemorativo de seus 70 anos de idade; além de inúmeras obras de compositoras contemporâneas nos programas, de nomes como Reena Esmail, Rebecca Saunders e Sally Beamish.  

É uma honra participar do Festival como curadora, além de atuar como performer e professora. Nosso objetivo este ano é promover uma conversa entre diversas áreas da música instrumental, popular e clássica contemporânea, com foco em inclusão e diversidade, e mostrar como o nosso campo das artes é vibrante e rico. Além de obras de compositores influentes e consagrados, como os homenageados Xenakis [100 anos de nascimento] e Arrigo Barnabé, contamos com peças de compositoras de sucesso do mundo da música atual, como a inglesa Anna Clyne, a portuguesa Andréia Pinto-Correia e a americana-peruana Gabriela Lena-Frank. Também incluímos peças do norte-americano Derek Bermel -- nosso compositor convidado --, do venezuelano Reinaldo Moya e dos brasileiros Felipe Lara e Marcos Balter. Como a música contemporânea não se reduz à tradição clássica europeia, traremos também a indiana Varijashree Venugopal, que viralizou na internet cantando em scat [técnica de canto típica do jazz] ‘Giant Steps’, de John Coltrane, e também música brasileira [João Bosco, entre outros]. Varijashree é expert em música clássica indiana e será convidada especial da São Paulo Big Band, incorporando a ponte entre o popular e o erudito”, revela Clarice.  

A São Paulo Big Band e o Percorso Ensemble serão os grupos residentes desta 1ª edição do Festival, com atuação distribuída entre concertos, aulas e masterclasses.  

Todas as apresentações seguirão respeitando rigorosamente os protocolos de segurança e saúde, bem como as restrições em vigor na cidade e no estado, bem como os músicos e equipe do Festival, que passarão por exames regulares para detecção de Covid-19 e gripe.  

PROGRAMAÇÃO PEDAGÓGICA - No Módulo Pedagógico, o 1º Festival de Verão receberá ao todo 70 alunos de 16 a 30 anos, divididos em três modalidades: Instrumento, Canto Popular e Composição. Serão oferecidas também seis masterclasses na cidade de Campos do Jordão, onde os bolsistas irão se hospedar e estudar. As aulas para os estudantes selecionados serão divididas entre os cursos de Big Band, Ensemble Popular e Ensemble Contemporâneo. O músico e professor Daniel D’Alcantara é o responsável pela Coordenação Pedagógica de Música Popular Instrumental, e Ricardo Bologna (Timpanista Solista da Osesp e regente) fica a cargo da Coordenação Pedagógica de Música Erudita Contemporânea. Tanto os bolsistas quanto os professores desta edição passarão por exames regulares para detecção de Covid-19 e de gripe. Protocolos como uso obrigatório de máscara, distanciamento físico e higienização das mãos, instrumentos e ambientes também serão seguidos à risca. 

Dentre os professores desta edição, destacam-se, no eixo Erudito Contemporâneo: integrantes da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo -- Osesp, como Peter Pas (viola), Pedro Gadelha (contrabaixo), Rubén Zúñiga (percussão) e Liuba Klevtsova (harpa); o violonista Fabio Zanon; e o pianista Horácio Gouveia, entre outros. No eixo dedicado às Big Bands e ao Ensemble Popular, o evento terá nomes como Nelson Ayres (regência), Nailor Proveta (clarinete/saxofone), Tatiana Parra (canto), Paulo Malheiros (trombone), Toninho Carrasqueira (flauta) e Vanessa Moreno (canto), só para citar alguns.  

SOBRE O FESTIVAL DE VERÃO E INVERNO DE CAMPOS DO JORDÃO 

Criado em 1970 pelos maestros Eleazar de Carvalho, Camargo Guarnieri e Souza Lima, o Festival de Verão e Inverno de Campos do Jordão Dr. Luís Arrobas Martins foi inspirado no Festival de Tanglewood, nos Estados Unidos, e combina, com excelência, uma programação de música de concerto a um trabalho pedagógico amplo e qualificado.

Ao longo de suas 51 edições, o evento se consolidou como o maior e mais importante festival de música clássica da América Latina, oferecendo aos bolsistas a vivência com importantes nomes da música nacional e internacional e, paralelamente, uma programação cultural de qualidade, que beneficia não somente a cidade de Campos do Jordão como todo o seu entorno, ampliando as oportunidades de acesso à música erudita.

REALIZAÇÃO: O 1º Festival de Verão de Campos do Jordão é um programa do Governo do Estado de São Paulo, realizado por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado e pela Fundação Osesp. Tem direção executiva de Marcelo Lopes, direção artística de Arthur Nestrovski e coordenação artístico-pedagógica de Daniel D’Alcantara (Música Popular Instrumental) e Ricardo Bologna (Música Erudita Contemporânea).

Esta edição conta com o patrocínio da cerveja Baden Baden, Instituto Cultural Vale e Sabesp por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Promoção: Folha de S.Paulo. Realização: Fundação Osesp, Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal. 

AMIGOS DO FESTIVAL 

Desde 2013, a Fundação Osesp conta com a colaboração de uma rede de estabelecimentos comerciais da cidade de Campos do Jordão, que contribui para a divulgação de informações sobre a programação de concertos. Estes estabelecimentos recebem um selo que os identifica como Amigos do Festival e mostra engajamento com um dos mais tradicionais projetos culturais da cidade. 

| PROGRAMAÇÃO - 1º FESTIVAL DE VERÃO DE CAMPOS DO JORDÃO |
| PARQUE CAPIVARI | 

22 JAN (SÁB), 17H00

ABERTURA | São Paulo Big Band e Paula Lima

23 JAN (DOM), 11H00 

Nelson Ayres Big Band

23 JAN (DOM), 15H00

São Paulo Big Band e Spok

29 JAN (SÁB), 11H00

Desvio

29 JAN (SÁB), 19H00

São Paulo Big Band e João Bosco

30 JAN (DOM), 11H00

Choro XXI -- “O Choro Contemporâneo e Suas Referências”

30 JAN (DOM), 15H00

Sujeito a Guincho

05 FEV (SÁB), 11H00

Percorso Ensemble -- “Projeto Choros”

05 FEV (SÁB), 19H00

São Paulo Big Band e Varijashree Venugopal 

06 FEV (DOM), 11H00

Lulinha Alencar e Mestrinho -- “ToCantE”

 06 FEV (DOM), 15H00

Jorginho Neto Collective -- “Bro”

12 FEV (SÁB), 11H00

Clarice Assad e São Paulo Chamber Soloists

12 FEV (SÁB), 14H00

São Paulo Big Band

12 FEV (SÁB), 16H00

Big Band do Festival

12 FEV (SÁB), 19H00

Brasil Jazz Sinfônica com Renato Borghetti e Toninho Ferragutti

13 FEV (DOM), 11H00

Maogani -- Quarteto de Violões

13 FEV (DOM), 15H00

ENCERRAMENTO | Big Band do Festival, Ensenble Contemporâneo do Festival e Ensenble Popular do Festival


| AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO |

22 JAN (SÁB), 21H00

Guinga e Quarteto Carlos Gomes

23 JAN (DOM), 17H00

João Camarero e Cristovão Bastos

24 JAN (SEG), 20H00

Paulo Álvares e Percorso Ensemble

25 JAN (TER), 20H00

Artistas do Festival

26 JAN (QUA), 20H00

Artistas do Festival 

27 JAN (QUI), 20H00

Artistas do Festival

28 JAN (SEX), 20H00

João Bosco Quarteto

29 JAN (SÁB), 21H00

Mário Laginha e Maria João 

30 JAN (DOM), 17H00

Thiago Amud

31 JAN (SEG), 20H00

Artistas do Festival 

01 FEV (TER), 20H00

Artistas do Festival

02 FEV (QUA), 20H00

Artistas do Festival

03 FEV (QUI), 20H00

Derek Bermel (EUA) e Trio Arqué

04 FEV (SEX), 20H00

Dori Caymmi e Trio

05 FEV (SÁB), 21H00

Arrigo Barnabé -- “Arrigo 70” 

06 FEV (DOM), 17H00

Fabio Zanon

07 FEV (SEG), 20H00

Artistas do Festival

08 FEV (TER), 20H00

Percorso Ensemble

09 FEV (QUA), 20H00

Ensemble Contemporâneo do Festival -- Ricardo Bologna, Martelo e Arrigo Barnabé

10 FEV (QUI), 20H00

Ensemble Popular do Festival

11 FEV (SEX), 20H00

Teco Cardoso Quarteto

12 FEV (SÁB), 21H00

Mônica Salmaso e André Mehmari

| PALÁCIO BOA VISTA |

28 JAN (SEX), 21H00

Artistas do Festival

29 JAN (SÁB), 11H00, 16H00 E 21H00

Artistas do Festival

 30 JAN (DOM), 11H00, 16H00 E 21H00

Artistas do Festival

30 JAN (DOM), 16H00

Artistas do Festival

04 FEV (SEX), 21H00

Artistas do Festival

05 FEV (SÁB), 11H00, 16H00 E 21H00

Artistas do Festival

06 FEV (DOM), 11H00, 16H00 E 21H00

Artistas do Festival

12 FEV (SÁB), 11H00, 16H00 E 21H00

Artistas do Festival

| SERVIÇO: 1º FESTIVAL DE VERÃO DE CAMPOS DO JORDÃO  

Data: 22 de Janeiro a 13 de Fevereiro

Ingressos: De R$ 50,00 a R$ 100,00 (Auditório Claudio Santoro), e R$ 100,00 (Palácio Boa Vista)

Compra pelo site: clique aqui

Compra pelo telefone: (11) 3777-9721, de segunda a sexta, das 12h às 18h

Ingressos gratuitos: Retirada no site a partir de 10 dias antes de cada apresentação ou no dia do evento, na bilheteria do Auditório Cláudio Santoro ou do Palácio Boa Vista. Limitado a 4 ingressos (Auditório) e a 2 ingressos por pessoa (Palácio) e à capacidade dos locais.

Locais:

AUDITÓRIO CLAUDIO SANTORO -- Av. Dr. Luis Arrobas Martins, 1880 -- Alto Boa Vista, Campos do Jordão -- SP, 12460-000.

Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

PARQUE CAPIVARI -- R. Eng. Diogo José de Carvalho, 1291 -- Capivari, Campos do Jordão -- SP, 12460-000.

Horário de funcionamento a partir de 11 de janeiro: diariamente, das 10h às 18h.

PALÁCIO BOA VISTA -- Av. Adhemar Pereira de Barros, 3001 -- Jardim Dirce, Campos do Jordão -- SP, 12460-000.

Horário de funcionamento: somente em dias de concerto, 3h antes do início do evento.

Para assistir aos concertos no Parque Capivari, Auditório Claudio Santoro e Palácio Boa Vista, de acordo com a Resolução SS (SP) Nº 166, de 04.11.2021, é preciso apresentar o comprovante de vacinação contra o Coronavírus -- duas doses ou dose única. No caso daqueles que tomaram apenas a primeira dose, é preciso apresentar o comprovante juntamente com o resultado negativo para Covid-19 do exame tipo PCR (feito até 48h antes) ou antígeno (24h antes). Os não elegíveis para vacinação devem apresentar o resultado negativo para Covid-19 do tipo PCR (48h) ou antígeno (24h). 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CURITIBA RECEBE EM ABRIL A 3ª EDIÇÃO DA OLD & LOW CAR

HANGAR: LIVE COM TRIBUTO AO METALLICA NO SÁBADO

UNIHAB OFERECE CURSOS ONLINE GRATUITOS