terça-feira, 18 de agosto de 2015

BIENAL INTERNACIONAL DE CURITIBA TERÁ SEDE NO ANTIGO CINE LUZ


Cessão do espaço pela prefeitura foi assinada nesta segunda-feira pelo prefeito vo Fruet

O prefeito Gustavo Fruet assinou, nesta segunda-feira (17), decreto que outorga o uso do imóvel do Cine Luz à Bienal Internacional de Curitiba. A Bienal instalará no espaço sua sede, onde organizará atividades, além de uma reserva técnica e um Centro Internacional de Documentação e Pesquisa sobre arte contemporânea e cinema, no qual pesquisadores da área e outros interessados terão acesso gratuito.

Participaram do encontro para a assinatura, o vereador Hélio Wirbiski, que levou a ideia de cessão de espaço até o prefeito; o presidente  da Fundação Cultural de Curitiba - FCC, Marcos Cordiolli o presidente da Associação Profissional de Artistas Plásticos do Paraná – APAP/PR, Osmar Carboni; os curadores Fernando Ribeiro e Anna Rocha e artistas nacionais e estrangeiros que participam da Semana de Performances da Bienal, que acontece a partir do dia 19 e termina no dia 23 de Agosto, antecipando a programação oficial.

O espaço será utilizado pelo Festival de Cinema, além de outras atividades da Bienal, em parceria com a FCC e a APAP/PR. Vamos potencializar as ações que serão realizadas no espaço”, explicou a presidente da Bienal de Curitiba, Luciana Casagrande Pereira. Ela lembra que Curitiba segue o exemplo de outros países e estados, como São Paulo, onde a prefeitura cedeu o imóvel para a Bienal de São Paulo no Parque do Ibirapuera, hoje conhecido como “Pavilhão da Bienal”.

Localizado na Praça Santos Andrade, o Cine Luz foi fechado em Novembro de 2009, por determinação do Corpo de Bombeiros. As atividades antes realizadas no Cine Luz em breve acontecerão no Cine Passeio, que possuirá duas salas de exibição – Cine Luz e Cine Ritz. O futuro complexo será administrado pela FCC.

Para ler sobre o decreto aceda ao Link 
http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/pub/file/516-2015.pdf

 

Performances urbanas começam nesta quarta 

Antecipando a sua programação oficial, a Bienal Internacional de Curitiba realiza a Semana de Performances, evento que traz oito artistas nacionais e internacionais para levarem a arte para as ruas da capital paranaense a partir de quarta-feira (19).

Nesta edição, a Bienal tem como conceito curatorial a Luz do Mundo, fio condutor das obras que representam o melhor da arte contemporânea mundial. Para o curador da Semana de Performances Fernando Ribeiro, as luzes que guiam essa curadoria não são um assunto ou uma obra física. “As luzes são do mundo e cada artista é um mundo. Um mundo de referências, vivências, reflexões e pensamentos. Portanto, esta é uma curadoria de artistas – mais do que obras – e estes foram convidados a trazerem suas luzes individuais – seus pensamentos, suas reflexões, suas impressões – a coletividade de Curitiba”, explica.

As performances são gratuitas e acontecem em diferentes pontos da cidade, confira a programação:

Memory Loading: Babel, de Gim Gwang Jeol – 19/08 – quarta-feira - 13h –Rua Xv de Novembro entre Monsenhor Celso e a Rua Riachuelo
Performance é composta por quatro partes e explora por diversos meios a condição atual humana.

Esfera, de Lidia Ueta – 19/08 – quarta-feira - 18h – Praça Rui Barbosa
Um trabalho íntimo em homenagem à mãe da artista.

Wrong Way, Good Direction?, de Arti Grabowski – 20/08- quinta-feira – 11h -  Praça Nossa Senhora de Salete
O artista polonês Arti Grabowski, da Cracóvia – cidade-irmã de Curitiba, é um dos expoentes de sua geração. Com um forte impacto visual e uma certa dose de humor, suas ações exploram o caótico e o absurdo do comportamento humano.

A fogueira: Que luz é essa?, de Ayrson Heráclito – 20/08 – 18h – Boca Maldita
Um ritual de oferenda de comidas sagradas ao fogo que envolve as pessoas presentes e a comunidade local.

Songs for My Sisters, de Alison Crocetta – 21/08 - sexta-feira – 16h - Praça Dezenove de Dezembro (Mulher Nua), Praça Generoso Marques (estátua Maria Lata d'Água), Praça Tiradentes
Caminhada meditativa relacionada a ícones femininos de Curitiba.


p.ARTE, de Marco Paulo Rolla e Fernanda Branco Polsen – 21/08 - sexta-feira – 19h30 Bicicletaria Cultural – Rua Presidente Faria, 226, subsolo – em frente à Praça de Bolso do Ciclista
A Performance Art é uma iniciativa a promover a performances em Curitiba desde 2012. Com eventos mensais, a p.ARTE se consolidou como o único evento periódico voltado exclusivamente a performance art, possibilitando um encontro constante da produção contemporânea nacional e internacional com o público curitibano.

ROTA, de Ana Luisa Santos – 22/08 – sábado – 11h Parque Tanguá (parede em construção)
Performance que permeia a escultura, a instalação e a intervenção urbana e se instaura no efêmero de sua ação, na tensão que se cria a partir de seu corpo, sua roupa e o espaço.

Linha Negra, Márcio Carvalho – 22/08 - sábado – 14h – Museu Oscar Niemeyer (externo)
Um outro olhar que revela novos sítios, novos lugares, para além do que é comumente conhecido ou divulgado sobre Curitiba.

Cê tá pensando que eu sou L.H.O.O.K., de Polyanna Morgana – 23/08 – domingo – 16h – Museu Oscar Niemeyer (sobre o círculo de vidro)
Partindo do diálogo entre Arnaldo Bastista e Marcel Duchamp, seu trabalho explora os jogos de linguagens, sentidos e possíveis – ou impossíveis – traduções.

Nenhum comentário: